Joana D’Arc estreia na Sala do Coro do TCA, com Jussilene Santana

Espetáculo foi vencedor do edital Manoel Lopes Pontes de Apoio à Montagem de Espetáculo Teatral

A atriz baiana Jussilene Santana transforma-se em Joana D'Arc

A luta e o martírio de um dos mais fortes e instigantes personagens femininos da história da humanidade vistos por um olhar contemporâneo. Essa é a proposta da peça Joana D’Arc, que traz um texto inédito da dramaturga Cleise Mendes e tem a direção de Elisa Mendes. A estreia acontece nesta quinta-feira, 26, na Sala do Coro do TCA, às 20 horas. A montagem é vencedora do edital Manoel Lopes Pontes de Apoio à Montagem de Espetáculo Teatral 2008, da Fundação Cultural do Estado da Bahia – FUNCEB, via Fundo de Cultura.

A atriz baiana Jussilene Santana transforma-se na jovem que, em pleno século XV, na França, “estava em desvantagem sob todos os ângulos”. Foi uma guerreira e acabou sacrificada na fogueira da Santa Inquisição. Quase 500 anos depois da sua morte, Joana D’Arc foi canonizada em 1920 pelo papa Bento XV e, em 1922, declarada a padroeira da França. A temporada de Joana D’Arc prossegue até 20 de dezembro, sempre de sexta a domingo. Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Nos dias 3 e 4 de dezembro o espetáculo também será apresentado dentro da programação do IX Mercado Cultural.

No elenco também estão os atores Antonio Fábio, Caio Rodrigo, Carlos Betão, Jefferson Oliveira, Hamilton Lima e Widoto Áquila. Cenário e figurino, Zuarte Júnior; iluminação, Irma Vidal, e trilha sonora, Luciano Bahia. O projeto é uma realização de As 3 Produções Culturais.

Anúncios

Os comentários estão desativados.