Premiados pela FUNCEB são indicados para o Braskem de Teatro 2009

Espetáculos apoiados estão em sete das oito categorias do prêmio

Joana D'Arc

Na recém-divulgada lista de indicados ao Prêmio Braskem de Teatro 2009, quatro das cinco peças concorrentes da categoria principal, “Melhor Espetáculo Adulto”, tiveram o apoio da Fundação Cultural do Estado da Bahia – FUNCEB, unidade vinculada à Secretaria de Cultura do Estado da Bahia – SECULT. Uma delas, A Última Sessão de Teatro, contou com benefícios do projeto Mestres da Cena; as outras três – Shirê Obá, Joana D’Arc e Uma Vez Nada Mais – foram contempladas pelo edital Manoel Lopes Pontes – Apoio à Montagem de Espetáculos de Teatro. Já Doralinas e Marias, também apoiada por este mesmo edital, aparece entre os finalistas da “Categoria Especial” (com Zuarte Jr., pelo cenário).

Shirê Obá, inspirada na exaltação aos orixás, traz ao palco atores e músicos que tocam e cantam como nos rituais do Candomblé. Além da categoria “Espetáculo Adulto”, concorre em “Revelação” (Fernanda Julia, pela direção) e na “Categoria Especial” (Jarbas Bittencourt, pela direção musical). Joana D’Arc, que narra o período do julgamento e da consequente execução da mártir francesa, com dilemas e contradições do mundo contemporâneo, teve mais três indicações: “Texto” (Cleise Mendes), “Atriz” (Jussilene Santana) e “Direção” (Elisa Mendes).

Uma Vez Nada Mais, uma romântica história de amor contada do ponto de vista feminino, também está na lista de “Direção” (Hebe Alves), “Atriz” (com dois nomes do elenco: Aicha Marques e Maria Menezes) e “Categoria Especial” (Brian Knave, pela trilha sonora). Já A Última Sessão de Teatro, uma homenagem aos 70 anos de Harildo Deda, com a história de um ator que esquece suas falas e abandona o teatro, entra ainda na disputa por “Texto” e “Direção” (Luiz Marfuz nas duas categorias), além de “Ator” (o próprio Harildo Deda).

Gordo Neto, Diretor de Teatro da FUNCEB, avalia: “O destaque das montagens apoiadas pela FUNCEB mostra que os artistas e produtores estão produzindo, e bem, através dos mecanismos legais disponibilizados pelo Estado. Esperamos que os espetáculos que venham a ser montados este ano com o apoio de editais e outras formas de fomento alcancem, também, resultados tão bons”.

Dividido em oito categorias – “Espetáculo Adulto”, “Espetáculo Infanto-Juvenil”, “Direção”, “Ator”, “Atriz”, “Texto”, “Revelação” e “Categoria Especial” –, o Braskem de Teatro premia todos os anos os melhores do teatro baiano. A comissão de seleção desta edição foi composta por Marcos Uzel, jornalista; Paulo Henrique Alcântara, diretor teatral; Cássia Lopes, ensaísta; Leonardo Boccia, doutor em Artes Cênicas; e Gláucio Machado, coordenador do colegiado de graduação de Artes Cênicas da Universidade Federal da Bahia – UFBA. A entrega dos troféus será feita em evento previsto para o mês de abril, no Teatro Castro Alves. Os vencedores também recebem premiação em dinheiro: R$ 30 mil para as categorias “Espetáculo Adulto” e “Espetáculo Infanto-Juvenil” e R$ 5 mil para as demais.

Anúncios

Os comentários estão desativados.