Quarta que Dança promove apresentação dupla de Trabalhos em Processo de Criação

Nesta quarta-feira, 12 de maio, público acompanha processos criativos em dança

A 12ª edição do Quarta que Dança, projeto da Fundação Cultural do Estado da Bahia – FUNCEB, unidade da Secretaria de Cultura do Estado – SecultBA, promove apresentação dupla nesta quarta-feira, 12 de maio, às 20 horas, na Sala do Coro do Teatro Castro Alves. A noite será dedicada a Trabalhos em Processo de Criação, uma das quatro categorias da programação. O ingresso (R$ 2 inteira; R$ 1 meia-entrada) vale para as duas apresentações.

A inclusão de Trabalhos em Processo de Criação no Quarta que Dança tem como objetivo fomentar a pesquisa em dança e incentivar a concepção de novas propostas e coreografias. Assim, os proponentes apresentam suas ideias ainda em construção, colocando-as diante do público para uma troca de percepções e posicionamentos. Após as performances desta quarta-feira, complementando a intenção proposta, Lícia Moraes e Rita Brandi, integrantes do Balé do Teatro Castro Alves, discutem os trabalhos num bate-papo com os artistas e a plateia.

Para o Herói: Experimentos Sem Nenhum Caráter – Corpo s/ Papel
De Paula Carneiro Dias (Salvador – Bahia)
Corpo sobre papel, carvão tatuado num papel-branco-pele, Macunaíma assuntando por linhas que viram outras escritas – mata-borrão, borrão, rascunho amassado. Como um bicho-máquina-jacaré devora o texto borrado até cair numa gargalhada silenciosa com uma mãe que só um herói pode ter! Neste universo de símbolos, a artista opta por expor informações em cena sobre o processo de criação. A intenção de Paula Carneiro Dias, performer e criadora, é de potencializar as discussões acerca do trabalho.

Priscila Está Esperando na Sala!
De Hugo Leonardo (de Salvador – Bahia)
Sujeito e verbo, verbos e lugar, sujeito-predicado, uma situação. De onde ela nasce, não se sabe; cria-se sem muitas ideias, procurando-as, olhando-as e decifrando-as como um sonho. Esta Priscila-Situação-Coisas é colocada em cena pelo dançarino e performer Hugo Leonardo, que se pergunta se acaso (e em quais acasos) isso o diz respeito, e se ela não poderá cair alucinada sobre suas costas, batendo com uma flor de plástico.

SAIBA TUDO A RESPEITO DO QUARTA QUE DANÇA 2009/2010 AQUI.

Anúncios

Os comentários estão desativados.