Homogenia, de Leonardo Costa Braga, exposição vencedora do Prêmio Nacional de Fotografia Pierre Verger 2008/2009, tem abertura na quinta-feira

Fotógrafo brasiliense expõe obras no Palácio Rio Branco, em Salvador/BA

Composta por duas séries – Homem e Árvore –, num total de 12 fotografias, a exposição Homogenia, do fotógrafo Leonardo Costa Braga, será aberta em Salvador, no Palácio Rio Branco, nesta quinta-feira, 5 de agosto, às 20 horas. A mostra apresenta as imagens que fizeram de Leonardo o vencedor da 3ª edição do Prêmio Nacional de Fotografia Pierre Verger, promovido pela Fundação Cultural do Estado da Bahia – FUNCEB, unidade da Secretaria de Cultura do Estado – SecultBA. A exposição, que tem também o apoio da Diretoria de Museus – DIMUS, do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia – IPAC, fica aberta à visitação pública, gratuitamente, até 5 de setembro; a programação também inclui um bate-papo com o fotógrafo, na sexta-feira, 6 de agosto, às 15 horas, além de visitas guiadas às terças, quintas e sábados.

Selecionado dentre 154 inscritos de 17 estados brasileiros, Leonardo Costa Braga é natural de Brasília e reside na cidade de Caeté, em Minas Gerais. Utilizando-se das linguagens artísticas para estabelecer diálogo com as realidades culturais e sociais que o cercam, seus trabalhos tratam das relações cotidianas do homem consigo mesmo e com o ambiente. Em Homogenia, o fotógrafo propõe o questionamento sobre a evolução humana e natural – “A evolução necessária de uma outra prática da sociedade, do respeito, do entendimento do homem e do seu lugar na natureza. Afinal, será que não estamos morrendo junto com ela? A intenção é de as pessoas se verem, e de se questionarem sobre isso. A fotografia é a arte do reflexo”, resume Leonardo, que ainda considera: “Para mim, o sentido do Prêmio é justamente possibilitar que as ponderações sobre a vida possam estar no espaço artístico. Esta é uma vitória não só minha, mas também dos envolvidos no projeto e de todos aqueles que estejam comprometidos com a prática da reflexão”.

Na série Homem, moradores de rua da Avenida Pedro II, em Belo Horizonte, protagonizam imagens que tematizam o abandono e a solidão num ambiente urbano paradoxalmente colorido e vibrante. Não se tratam de flagrantes; são criações feitas a partir desta realidade e com a participação destas pessoas. Já a série Árvore retrata o processo de desarborização no município de Caeté; Braga produziu as fotografias a partir de árvores cortadas, que ele mesmo recolheu e dispôs pelos passeios da cidade.

Além de condecoração no valor de R$ 30 mil, Leonardo Costa Braga conquistou, ao vencer a edição 2008/2009 do Prêmio Nacional de Fotografia Pierre Verger – iniciativa criada em 2002 –, apoio financeiro para a realização desta exposição individual e para a publicação de um catálogo com os ensaios, num investimento total de R$ 60 mil concedidos pela FUNCEB/SecultBA.

“Lembramos do homem que nomeia o prêmio, Pierre Fatumbi Verger, o fotógrafo e etnólogo francês que veio para a Bahia, mergulhou na cultura afro-brasileira e daqui nunca mais saiu para a dele e a nossa felicidade”, registra Márcio Meirelles, secretário de Cultura do Estado, que se posiciona sobre o trabalho de Leonardo: “São fotos que colocam homens e árvores à margem da natureza e da cultura, tiradas em Belo Horizonte e Caeté, num outro Brasil, tão perto e distante, e que estarão aqui, em Salvador, da Bahia, fazendo-nos constatar que arte é arte quando é universal. Quando as fronteiras, tal como aquelas que Verger cruzou, irrompem num novo que a cultura sabe, como ninguém, acolher”, conclui.

Gisele Nussbaumer, diretora da FUNCEB, afirma: “O investimento em Artes Visuais feito pelo Governo da Bahia nos últimos anos, através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural, tem como um de seus objetivos contribuir para o reconhecimento de novos talentos da produção artística contemporânea de nosso país. Ao vencer esta edição do Prêmio Nacional de Fotografia Pierre Verger, este artista personaliza, de forma particular e poética, a competência de uma nova geração e a importância de iniciativas como esta, que valorizem a fotografia em toda a sua potencialidade”.

Leonardo Costa Braga
Artista autodidata, Leonardo Costa Braga morou, nos últimos 20 anos, em várias regiões do Brasil e no exterior, convivendo com situações de diversas realidades culturais e sociais. Portugal, Eslovênia, Alemanha, Espanha e Uruguai já apreciaram mostras do autor, que, no Brasil, já teve suas obras expostas no Museu de Arte Moderna de São Paulo, Museu Casa de Guignard, Museu de Arte Moderna da Bahia e Centro Cultural São Paulo. Participou de eventos como o Foto Arte Brasília, FotoRio, Festival Devercidade e Festival Internacional de Fotografia de Porto Alegre. Além do Prêmio Nacional de Fotografia Pierre Verger 2008/2009, recebeu o Prêmio da Fundação Conrado Wessel 2009; 1º Lugar do Festival de Inverno de Bonito 2005; 2º Lugar do Prêmio da Cidade de Santa Maria 2003; Menções Honrosas no Prêmio Walter Firmo 2001 e da Universidade Federal de Minas Gerais 1998.

Catálogo Homogenia
As 12 fotografias que compõem a exposição Homogenia estão registradas em catálogo também produzido com apoio financeiro concedido pelo Prêmio conquistado. As séries Homem e Árvore dividem espaço com texto de apresentação assinado pelo jornalista e fotógrafo Eder Chiodetto, um dos grandes nomes atuais da crítica e da curadoria fotográficas do Brasil. O projeto editorial gráfico é de Marcelo Drummond, vencedor do Prêmio Jabuti 2009 na categoria “Projeto Gráfico”.

Oficina “O Ensaio Fotográfico”
Leonardo Costa Braga vai ministrar, em Salvador, a oficina “O Ensaio Fotográfico”, em parceria com o curso de extensão universitária “Processo Criativo de Fotografia”, do Laboratório de Fotografia (Labfoto) da Faculdade de Comunicação (Facom) da Universidade Federal da Bahia (UFBA). O curso será realizado de 9 a 13 de agosto, das 19 às 21 horas, na própria Facom. As inscrições ficam abertas até 6 de agosto. O custo é de R$ 220; para estudantes, é de R$ 170. Mais informações em www.labfoto.ufba.br.

Serviço
Homogenia – Exposição fotográfica de Leonardo Costa Braga, vencedor do Prêmio Nacional de Fotografia Pierre Verger
Abertura: 5 de agosto de 2010 (quinta-feira), às 20 horas
Bate-papo com o fotógrafo: 6 de agosto de 2010 (sexta-feira), às 15 horas
Visitação: 6 de agosto a 5 de setembro de 2010
Terça-feira a domingo, das 10 às 18 horas
Feriados, das 13 às 17 horas
Visitas guiadas: terças e quintas-feiras, às 10 e às 15 horas, e sábados, às 10 horas
Onde: Palácio Rio Branco (Praça Thomé de Souza, Centro – Salvador/BA)
Quanto: Gratuito
Realização: FUNCEB e DIMUS/IPAC

Anúncios

Os comentários estão desativados.