I Fórum das Artes, Mercado e Tecnologia mantém inscrições para Laboratório Criativo até 15 de agosto

Evento realizado pela FUNCEB oportuniza imersão entre agentes de cultura para sistematização de redes produtivas

O I Fórum das Artes, Mercado e Tecnologia – FAMT, que vai acontecer entre 9 e 11 de setembro em Salvador, recebe até o próximo dia 15 de agosto inscrições de candidatos interessados em participar do Laboratório Criativo, iniciativa que faz parte de sua programação. Realizado de forma continuada, à tarde, das 14 horas às 18 horas, nos três dias do evento, totalizando uma carga horária de 12 horas, o Laboratório Criativo objetiva provocar a criação e a sistematização de redes produtivas. São 90 vagas oferecidas gratuitamente, que serão preenchidas através de seleção por análise curricular; a inscrição é feita com o preenchimento e envio de formulário, que está disponível aqui.

O I Fórum das Artes, Mercado e Tecnologia – FAMT foi desenvolvido a partir da bem-sucedida experiência de três edições do Fórum de Música, Mercado e Tecnologia – FMMT (2007/2008/2009), agregando agora as linguagens de artes visuais, audiovisual, dança, música e teatro, além das questões de gestão de espaços culturais. O objetivo é discutir a tríade proposta – artes, mercado e tecnologia – dentro da perspectiva de redes de cultura e de um sistema criativo transversal. Promovido pela Fundação Cultural do Estado da Bahia – FUNCEB, unidade da Secretaria de Cultura do Estado – SecultBA, o I FAMT vai se instalar no Espaço Unibanco de Cinema Glauber Rocha (Praça Castro Alves – Centro), com programação totalmente gratuita, que inclui, além do Laboratório Criativo, três palestras relativas ao tema, ministradas no turno matutino.

O Laboratório Criativo, que estreou no FMMT de 2009, aplica uma metodologia que procura identificar as principais soluções atuantes na economia criativa do país e possibilitar uma imersão conjunta entre os profissionais convidados e o público participante. Um resultado desta ação foi a estruturação da Rede Música Bahia, hoje composta por nove entidades do setor musical, tais como IMA, Aspiral do Reggae, Música, Inovação e Conectividade (MIC), Quina Cultural e Cooperarock. Agora, a pretensão é de que este novo Laboratório contribua para o estabelecimento, em médio prazo, de uma rede transversal composta por diferentes linguagens.

Saiba tudo sobre o I FAMT e acesse a lista de palestrantes e facilitadores na página do evento.

Anúncios

Os comentários estão desativados.