Solar Boa Vista abriga a Feira Engenho das Artes Populares

Terceira edição do evento apresenta os resultados das oficinas gratuitas oferecidas pelo Ponto de Cultura e coloca ônibus à disposição da população

Música, dança, teatro, circo, cinema, intervenções artísticas, Feira de Economia Solidária, bate-papo e atividades físicas integram a terceira edição da Feira Engenho das Artes Populares (FEAP), que acontece entre os dias 22 e 24 de outubro (sexta a domingo) no Cine-Teatro Solar Boa Vista, localizado no Engenho Velho de Brotas, em Salvador. Nos três dias de feira, serão oferecidas cerca de 30 horas de programação gratuita para o público que deseje assistir e participar desta iniciativa, que visa ao fomento e à disseminação das atividades culturais múltiplas num espaço que vem se destacando como um produtivo ambiente de cultura da capital baiana. Para garantir acesso ainda mais facilitado, a novidade deste ano é o Expresso SOLAR, ônibus com passagem gratuita que irá circular pelas ruas de Brotas convidando e levando o público ao Solar durante a realização da FEAP.

A 3ª Feira Engenho das Artes Populares apresenta os resultados das oficinas gratuitas oferecidas pelo Ponto de Cultura do Solar, tendo como atividade diferenciada a leitura dramática do texto Pavio Curto, no dia 23 de outubro, às 19 horas. O espetáculo que vai ser montado a partir deste texto reúne todos os alunos que participam das atividades do Solar e aborda o sensacionalismo na imprensa, ao tempo que fala sobre violência e tráfico de drogas. Com estreia prevista para janeiro de 2011, Pavio Curto é dirigido por Fernando Guerreiro, diretor teatral e instrutor da oficina de Direção Cênica do Solar, também coordenador do Núcleo de Formação de Atores (NUFA). “O projeto é estimulante, de grande aprendizado, todos trabalhando juntos desde a montagem, texto, figurino, com mais de 300 pessoas envolvidas, entre as quais profissionais de renome que se mostraram solícitos desde o início do NUFA. Nossa expectativa é bastante positiva, pois estamos apresentando novos e bons profissionais e esperamos inseri-los no mercado de trabalho”, pontua Guerreiro.

Também participam da FEAP grupos pertencentes ao bairro de Brotas, a exemplo da Companhia de Dança Rumpilé do Engenho, a Companhia de Teatro Solidário de Brotas, o Grupo Vozes do Engenho e o Coletivo Construções Compartilhadas, além de grupos de outras localidades. Outros convidados são o Viola de Marujo, o Terno de Ás, o DJ Branco e seu CMA Hip Hop, e artistas de Minas Gerais: a banda Graveola e o Lixo Polifônico, o DJ Spider e o rapper Renegado.

Sobre o Solar – Inaugurado em 1984, o Cine-Teatro Solar Boa Vista atua na ampliação de opções culturais para a população de Salvador, sendo um exemplo da importância de diversificação de espaços de cultura na cidade. É um dos 24 espaços culturais mantidos pela Fundação Cultural do Estado (FUNCEB), instituição vinculada à Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA), e também Ponto de Cultura conveniado ao Ministério da Cultura (MinC) desde 2005.

Localizado no bairro do Engenho Velho de Brotas, faz parte do Parque Solar Boa Vista, que possui também um anfiteatro, quadras poliesportivas, bem como os prédios do Centro de Saúde Mental Professor Aristides Novis e da Secretaria Municipal de Educação e Cultura. Além de ser palco de espetáculos e apresentações, atua como centro de aprendizado cultural, com oficinas, workshops e palestras destinados ao público local. Por isso, a FUNCEB o escolheu para sediar o Ponto de Cultura, reforçando ainda mais seu papel de articulador com a comunidade. Através de ações voltadas para a valorização da cultura no bairro do Engenho Velho de Brotas, bairro central que apresenta grande vulnerabilidade social, o Ponto de Cultura do Solar Boa Vista oferece gratuitamente oficinas de diversas expressões artísticas e atividades de inclusão digital a jovens da comunidade local.

Em março deste ano, após intervenções iniciadas em 2007, o Solar foi reaberto, apresentando uma completa reforma e melhorias de infraestrutura: uma requalificação em que se investiu mais de R$ 400 mil, e que oferece aos artistas e público um ambiente agradável e bem equipado.

Feira Engenho das Artes Populares
PROGRAMAÇÃO

SEXTA | Dia 22
19 horas:
Performance Homenagem a Saul – Cia. de Dança Rumpilé do Engenho
Documentário Um Ponto Solar – Oficina de Vídeo
Lançamentos do Ponto de Cultura do Solar – Oficinas de Trilha Sonora e de Pesquisa e Memória
21 horas:
Show Um e Meio – Graveola e o Lixo Polifônico (MG)

SÁBADO | Dia 23
10 horas:
Abertura da Feira de Economia Solidária
Performance Pingos e Pigmentos – Coletivo Construções Compartilhadas
Aulão de percussão e dança afro – Okanbi, Fundação Pierre Verger e Cia. de Dança Rumpilé do Engenho
Desfile – CAPS Aristides Novis
12 horas:
Apresentação Samba Duro – Grupo Viola de Marujo
14 horas:
Filme Grilo Feliz e os Insetos Gigantes – Circuito Popular de Cinema e Vídeo
15 horas:
Espetáculo Alice no País dos Absurdos – Cia. de Teatro Solidário de Brotas
16 horas:
Momento do Circo – CRIA Palhaços
18 horas:
Momento Palco Livre
19 horas:
Leitura Dramática Pavio Curto | NUFA – Núcleo de Formação Artística do Solar
20h30:
Espetáculo Barca Ijexá – Grupo Vozes do Engenho

DOMINGO | Dia 24
8 horas:
Alongamento no Parque
10 horas:
Abertura da Feira de Economia Solidária
Apresentação Chorinho – Terno de Ás
Momento do Circo – Oficina de Circo
11 horas:
Filme Se Eu Fosse Você 2 – Circuito Popular de Cinema e Vídeo
14 horas:
Papo Solar “Quando a rebeldia vira arte” – DJ Branco (BA), DJ Spider (MG), rapper Renegado (MG)
16 horas:
Mostra Grafitte – Oficina de Artes Visuais
Momento do Hip Hop – Profetas do Gueto, Eleitos do Gueto, Niggaz e CMA Hip Hop
Amistoso de Basquete de Rua – Liga dos Invasores
18 horas:
Momento Palco Livre
19 horas:
Show Do Oiapoque a Nova Iorque – Renegado (MG). Abertura com Rapaziada da Baixa Fria (BA).

Anúncios

Os comentários estão desativados.