Cine-Teatro Lauro de Freitas e Espaço Xisto são reabertos após reformas

Mais dois espaços culturais públicos retomam suas atividades com intensa programação comemorativa

Recuperar, revitalizar e dinamizar os centros de cultura que funcionam sob sua administração é uma das metas da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), unidade da Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA). Neste final de ano, é chegado o momento de comemorar a reabertura do Cine-Teatro Lauro de Freitas e do Espaço Xisto Bahia, que são devolvidos à comunidade com intensa programação comemorativa.

Em 14 de dezembro (terça-feira), às 20 horas, a reinauguração do Cine-Teatro Lauro de Freitas é marcada com o início do Festival Nacional Ipitanga de Teatro (FIT), que vai apresentar, durante nove dias consecutivos, 20 espetáculos. No dia seguinte, 15 de dezembro (quarta-feira), às 19 horas, a cerimônia de reabertura do Espaço Xisto Bahia inclui uma homenagem à atriz e dramaturga Haydil Linhares, com presença de diversos artistas sob direção de Elisa Mendes, também com show da Orkestra Rumpilezz, grupo residente do local.

“Desde 2007, a FUNCEB desenvolve ações de requalificação nos espaços culturais, da capital e interior. A manutenção física e a aquisição de equipamentos, que, nestes quatro anos, tiveram um investimento que ultrapassa R$ 3 milhões, somam-se a iniciativas de gestão participativa, promoção de acesso e ocupação de pautas, dinamização da programação, capacitação e contratação de profissionais”, resume Gisele Nussbaumer, diretora da Fundação Cultural. “Este trabalho reconhece a importância de manter em pleno funcionamento espaços localizados em bairros populares e fora da capital, viabilizando a produção artística e fortalecendo a economia da cultura de forma descentralizada”, conclui.

Completando 27 anos em 2010, o Cine-Teatro de Lauro de Freitas, localizado no centro desta cidade da Região Metropolitana de Salvador, é o principal espaço cultural do município. Por esta razão, sempre houve uma demanda muito forte da comunidade e das autoridades municipais pela reforma do espaço, que se encontrava em estado precário de conservação. Este ano, a realização da primeira etapa da reforma do Cine-Teatro teve investimento de aproximadamente R$ 300 mil. A recuperação incluiu a entrada, o foyer, os banheiros e a sala principal, além de substituição de poltronas e instalação de sistemas de climatização na sala principal e sonorização.

Já o Espaço Xisto Bahia, inaugurado em 1988 dentro do complexo da Biblioteca Pública dos Barris, e que também abriga a Galeria Pierre Verger e as salas de exibição Alexandre Robatto e Walter da Silveira, teve sua sala principal interditada em abril de 2009, devido a problemas de infiltração e do sistema elétrico. Em 2010, foi iniciada uma recuperação completa, que incluiu revisão elétrica, reforma dos camarins, tratamento de palco, revisão do teto, substituição de carpetes e recuperação de poltronas e vestimentas, além de pintura geral e sinalização interna. No total, foram mais de R$ 75 mil aplicados.

REABERTURA DO CINE-TEATRO LAURO DE FREITAS

Festival Nacional Ipitanga de Teatro (FIT) festeja o momento com 20 espetáculos na programação

Mesmo com os problemas estruturais e técnicos que se apresentavam antes da reforma, o Cine-Teatro Lauro de Freitas abrigou, entre 2007 e 2010, 245 eventos, que atraíram um público de mais de 30 mil pessoas. É um número que está aquém do seu potencial e a expectativa é de que, com a recuperação, seja dado um novo impulso na programação do espaço.

No palco por onde já passaram nomes como Zelito Miranda, Margareth Menezes, Ederaldo Gentil, Claudete Macedo, Gerônimo, Roberto Mendes, Lazzo Matumbi, Riachão, Batatinha, Bule Bule e Xangai, a festa de reabertura é reservada para a 5ª edição do Festival Nacional Ipitanga de Teatro (FIT), promovido no local desde 2006.

Com uma programação que já tradicionalmente reúne em Lauro de Freitas dezenas de montagens teatrais oriundas de cidades da Bahia e de outros estados brasileiros, em espetáculos adultos, infantis e de rua, o evento é uma das maiores mostras competitivas de artes cênicas do país e vai distribuir, este ano, R$ 18 mil em prêmios.

Entre 14 e 22 de dezembro, 20 espetáculos serão apresentados no FIT, que é produzido pela Sociedade Cultural Távola, com apoio, pelo terceiro ano consecutivo, da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), através do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA) e da Fundação Cultural do Estado (FUNCEB). O ingresso na data de abertura é gratuito; nos demais dias, tem custo de R$ 6 (inteira). “O Festival Nacional Ipitanga de Teatro tem como objetivo integrar e mobilizar artistas, promover trocas entre eles e com o público, e discutir o teatro. Teremos nove dias da expressão da diversidade de nossas artes cênicas”, afirma Duzinho Nery, presidente da Sociedade Cultural Távola.

REABERTURA DO ESPAÇO XISTO BAHIA

Sala principal é ocupada por espetáculos de teatro e dança, shows e bate-papos, além de uma homenagem especial a Haydil Linhares

A sala principal do Espaço Xisto fechou em abril de 2009, em função de infiltrações e da consequente danificação na rede elétrica, causadas pelas fortes chuvas do período. Por conta de contingenciamento, os serviços e reformas necessários à reabertura da sala principal, previstos para 2009, tiveram início apenas este ano. Ainda assim, o Espaço Xisto não parou suas atividades durante este período. Logo após o fechamento da sala principal, foi incentivado o uso do foyer e suas outras dependências. De abril de 2009 até junho de 2010, foram realizadas 604 atividades, que atraíram um público de quase 7 mil pessoas.

Inicialmente denominado Espaço Xis, o Xisto Bahia (homenagem ao ilustre dramaturgo, compositor e ator baiano homônimo) já foi sede do Balé do Teatro Castro Alves (BTCA) e da Escola de Dança da FUNCEB. Próximo à maior estação de ônibus da cidade, a Estação da Lapa, ao centro comercial e ao centro histórico de Salvador, o bairro dos Barris, onde se localiza, é reconhecido por sua atividade artístico-cultural.

O Espaço Xisto Bahia recebe principalmente espetáculos de teatro e dança, mas comporta também shows de música e exposições de artes visuais. Já passaram por seu palco espetáculos e artistas consagrados, como Vladimir Brichta, Rose Anias e Cristiane Mendonça, além de ter abrigado o projeto Quarta que Dança. Aliado à capacidade de atender à grande demanda de profissionais, esse espaço apoia artistas e grupos que antes não tinham acesso aos espaços centrais da cidade.

Para comemorar a reabertura da sala principal do Espaço Xisto Bahia, uma programação diversificada está preparada para acontecer entre os dias 15 e 19 de dezembro, com entrada gratuita. Espetáculos de teatro e dança, shows, esquetes, bate-papos, além de uma homenagem à atriz e dramaturga Haydil Linhares, compõem a grade especial. Dentre grupos e artistas participantes, estão a Orkestra Rumpilezz, BTCA e Luis Miranda, com o seu 7 Conto.

Desde julho deste ano, a Orkestra Rumpilezz, criação do maestro, compositor, arranjador e saxofonista Letieres Leite, é um grupo artístico residente do Espaço Xisto Bahia. Formada por músicos de percussão e sopro, a Rumpilezz foi lançada no Festival de Música Instrumental da Bahia, em 2006 e, desde então, vem trilhando uma história de reconhecimento público e de crítica, sendo sucessivamente premiada como uma das melhores novidades da música nacional.

Gisele Nussbaumer, diretora da FUNCEB, afirma: “A disponibilidade de um local possibilita melhores condições de desenvolvimento dos processos artísticos dos grupos e ainda dinamiza as ações culturais realizadas no espaço. Isto beneficia não apenas os grupos residentes, mas também o público e outros artistas que venham a participar das atividades propostas, ou aproveitar o Espaço Xisto Bahia como um ambiente também voltado à produção musical”.

Esta temática, inclusive, será a motivação para a 5ª edição do projeto Conversas sobre Cultura, que acontece no Xisto desde julho passado, na discussão de pautas relevantes para o cenário contemporâneo da produção cultural na Bahia. A sessão Ocupação do Xisto Bahia por Grupos Residentes integra as atividades de reabertura do espaço, acontecendo às 15 horas do dia 16 de dezembro.

Também marcam presença na programação, dentre outros, o artista Augusto Omolu, que trabalha com  teatro físico, faz parte do Odin Teatro (Dinamarca) e integra o grupo de artistas que trabalham com Eugênio Barba, dançarino e coreógrafo difusor da dança afro contemporânea; o coreógrafo e dançarino Armando Pekeno, diretor-fundador da Cia. de Dança Ladainha, na França, organização que desenvolve atividades com crianças e jovens, fazendo intercâmbio entre os países europeus e o Brasil; a Cia. de Teatro Via Palco, que atua no cenário cultural baiano há mais de dez anos, com direção do premiado João Lima; e o João Perene Núcleo de Investigação Coreográfica, cuja trabalho se foca no movimento na dança contemporânea.

PROGRAMAÇÕES / SERVIÇOS

REABERTURA DO CINE-TEATRO LAURO DE FREITAS

Festival Nacional Ipitanga de Teatro (FIT)
Onde: Cine-Teatro Lauro de Freitas (Praça João Thiago dos Santos, Centro – Lauro de Freitas – BA)
Quanto: Na data de abertura: gratuito; demais dias: R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia)
Telefone: 71 3288-8351

14 de dezembro (terça-feira)
20h00: Reinauguração do Cine-Teatro Lauro de Freitas
20h00: Gaiola, O Caçador de Solidão (Adulto)
Da Cia. Távola de Teatro (Lauro de Freitas – BA), texto e direção de Duzinho Nery

15 de dezembro (quarta-feira)
18h00: Amanheceu (Adulto)
De Juliana Bebé (Salvador – BA), texto de Juliana Bebé e direção de Laura Franco
21h00: No Outro Lado do Mar (Adulto)
Da Cia. de Teatro Gente (Salvador – BA), texto de José Mena Abrantes e direção de Suelma Costa

16 de dezembro (quinta-feira)
18h00: Negreiros (Adulto)
Da Cia. de Teatro O Cidadão de Papel (Salvador – BA), texto e direção de Leandro Rocha
21h00: Noite (Adulto)
Do Grupo Porto Cênico (Itajaí – SC), texto de Harold Pinter e direção de Pépe Sedrez
22h00: O Marinheiro (Adulto)
Da Cia. Cacos de Teatro (Manaus – AM), texto de Fernando Pessoa e direção de Dyego Monnzaho e Taciano Soares

17 de dezembro (sexta-feira)
17h00: Os Desenganos do Amor (Teatro de rua)
Da Cia. de Teatro Popular da Bahia (Salvador – BA), texto de Ariano Suassuna, adaptação de Chico Nascimento e direção de João Lima
18h00: Dias de Setembro (Adulto)
Do Grupo Cabauêba de Teatro (São Paulo – SP), texto e direção de Lucas Sancho
21h00: Entre a Porta e a Esquina (Adulto)
Da Trupe Cara e Coragem (Cabo de Santo Agostinho – PE), texto e direção de Luiz Navarro

18 de dezembro (sábado)
15h00: H2 Ópera (Infantil)
Da Arte Sintonia Cia. de Teatro (Salvador – BA), texto de Luis Sérgio Ramos e direção de Antonio Marques
18h00: O Homem com a Flor na Boca (Adulto)
Do A Barca Grupo de Teatro (Salvador – BA), texto de Luigi Pirandello e direção de Frank Magalhães
21h00: Manual Prático de Felicidade (Adulto)
Da Teodora Lins e Silva Cia. de Teatro (Recife – PE), texto de Luiz Navarro e direção de Williams Sant’anna

19 de dezembro (domingo)
15h00: É Meu, É Seu, É Nosso (Infantil)
Da Cabriola Cia. de Teatro (Salvador – BA), texto de Deolindo Checcucci e direção de Heraldo Souza
18h00: Estórias de um Povo de Lá (Adulto)
Do Grupo Teatral Gota, Pó e Poeira (Guaçuí – ES), texto e direção de Igor Ferreira
21h00: Amêsa (Adulto)
Da Cia. de Teatro Gente (Salvador – BA), texto de José Mena Abrantes e direção de Suelma Costa

20 de dezembro (segunda-feira)
18h00: Iauretê (Adulto)
Do Grupo de Teatro Palmares Iñaron (Salvador – BA), texto adaptado e direção de Lia Spósito
21h00: Cordel do Amor sem Fim (Adulto)
Da Cia. Segundo a Lenda (Salvador – BA), texto de Cláudia Barral e direção de Annalu Souza

21 de dezembro (terça-feira)
10h00: O Menino Nada Poderoso (Infantil)
Da Magnífica Trupe Variedades (Rio de Janeiro – RJ), texto e direção de Éder Montalvão
18h00: Balanço (Adulto)
Da Cia. Balanço (Goiânia – GO), texto de Danilo Alencar e direção de Edson de Oliveira
21h00: Se Acaso Você Chegasse (Adulto)
Do Grupo Arte Sintonia Cia. de Teatro (Salvador – BA), texto de Elísio Lopes Jr. e direção de Antonio Marques

22 de dezembro (quarta-feira)
20h00: Solenidade de Premiação do FIT

REABERTURA DO ESPAÇO XISTO BAHIA

Onde: Espaço Xisto Bahia (Rua General Labatut, 27, Barris – Salvador – BA)
Quanto: Gratuito
Telefone: 71 3117-6155

15 de dezembro (quarta-feira)
19h00: Cerimônia de reabertura e homenagem a Haydil Linhares, com presença de diversos artistas, sob direção de Elisa Mendes
21h00: Show da Orkestra Rumpilezz

16 de dezembro (quinta-feira)
15h00: Conversas sobre Cultura: Ocupação do Xisto Bahia por Grupos Residentes
19h00: Abertura da exposição Foto Grafia (resultado de oficinas experimentais de fotografia promovidas pela FUNCEB e ministradas pela fotógrafa e curadora Célia Aguiar)
20h00: Espetáculo Nariz do Poeta, da Cia. Via Palco

17 de dezembro (sexta-feira)
17h00: Espetáculo O Clássico da Caatinga de Cima, resultado do curso avançado de teatro, sob direção de Hebe Alves
20h00: Show de Amanae e convidados

18 de dezembro (sábado)
17h00: Espetáculo 1PORUMPRAUM, do Balé Teatro Castro Alves
20h00: Espetáculo Otelo, de Augusto Omolu e Armando Pekeno
21h00: Espetáculo Fragmentos Revisitados (Desejo Fatiado + Instante Dilatado), do João Perene Núcleo de Investigação Coreográfica

19 de dezembro (domingo)
17h00: Cortejo: coletivo de artistas da cultura popular
20h00: Espetáculo 7 Conto, com Luis Miranda e direção de Ingrid Guimarães

Anúncios

Os comentários estão desativados.