Prêmio Braskem de Teatro 2010 anuncia indicados

Na lista, 11 espetáculos apoiados pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia marcam presença nas oito categorias

Dividido em oito categorias – “Espetáculo Adulto”, “Espetáculo Infanto-Juvenil”, “Direção”, “Ator”, “Atriz”, “Texto”, “Revelação” e “Categoria Especial” –, o Braskem de Teatro premia todos os anos os melhores do teatro baiano. Na edição 2010, 18º ano de realização do Prêmio, 11 espetáculos apoiados através de mecanismos da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) constam entre os indicados de todas as categorias.

Destacam-se os espetáculos Pólvora e Poesia, As Velhas e Partiste, que concorrem, dentre outras, à categoria principal, e As Aventuras do Maluco Beleza e O Pássaro do Sol, cada um indicado a três prêmios, incluindo o de “Espetáculo Infanto-Juvenil”.

Pólvora e Poesia, apoiado por demanda espontânea pelo Fundo de Cultura da Bahia (FCBA), foi a campeã em indicações e entra na disputa por cinco troféus: além de “Espetáculo Adulto”, concorre em “Ator”, pela atuação de Caio Rodrigo; “Revelação”, pelo trabalho de Talis Castro, o outro integrante da dupla de elenco; “Categoria Especial”, pela cenografia de Rodrigo Frota; e “Direção”, para Fernando Guerreiro. A peça, com premiado texto de Alcides Nogueira, trata do encontro de dois grandes escritores no final do século XIX – Arthur Rimbaud e Paul Verlaine –, trazendo à tona questionamentos de valores, conceitos e ideologias.

As Velhas, selecionada pela edição 2009 do edital Manoel Lopes Pontes – Apoio à Montagem de Espetáculo de Teatro, da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), unidade da SecultBA, recebeu quatro indicações: “Espetáculo Adulto”, “Direção”, para Luiz Marfuz, além de presença dupla na categoria “Atriz”, com Andrea Elia e Claudia di Moura. Assinado pela dramaturga potiguar Lourdes Ramalho, o espetáculo conta a história de duas mulheres que lutam pela posse de terras, maridos e filhos, numa espiral de vingança e solidariedade, que termina por revelar a beleza trágica do sertão.

O texto de Partiste, de Paulo Henrique Alcântara, está entre os melhores do ano, assim como a própria montagem – e, além de concorrer a “Texto” e “Espetáculo Adulto”, Partiste tem também uma indicação na categoria “Revelação”, pela atriz Margarida Laporte. Apoiada por demanda espontânea pelo FCBA, a montagem, ambientada nos anos 1970, marca a formatura de turma do curso de Artes Cênicas da Faculdade Social da Bahia e encena a experiência de sublimação da saudade que sente uma mãe de quatro filhos, residente de Livramento de Nossa Senhora, pequena cidade do interior da Bahia.

Yumara Rodrigues, homenageada pelo Mestres da Cena 2010, concorre como melhor atriz pela atuação em Monstro, montagem resultante deste programa de reconhecimento realizado pela FUNCEB/SecultBA. Ao lado dela, também aparece Evelyn Buchegger, que recebe a indicação pelo trabalho na peça Luz Negra, montada com apoio do edital Manoel Lopes Pontes – Apoio à Montagem de Espetáculo de Teatro. Através deste mesmo certame, foi concedido apoio ao espetáculo Matilde, La Cambiadora de Cuerpos, cujo texto de Fábio Espírito Santo é finalista do Prêmio.

Siricotico, Uma Comédia do Balacobaco, que recebeu recursos através do Fazcultura, foi indicado na categoria “Ator”, para Jarbas Oliver. Também está entre os finalistas o texto de Trilogia Shirley, assinado por Cláudio Simões em comemoração de seus 20 anos de carreira; a montagem teve apoio por demanda espontânea pelo FCBA.

Além destes espetáculos apoiados pela SecultBA, vale o registro de que outras quatro montagens indicadas foram viabilizadas pelo Governo Federal, através do edital Myriam Muniz, da Fundação Nacional das Artes (Funarte), do Ministério da Cultura (MinC). São elas: Sebastião (concorrente em “Ator” e “Texto”, ambos para Fábio Vidal), O Melhor do Homem (concorrente em “Ator”, por Duda Woida); A Cela (concorrente em “Atriz”, por Jacyan Castilho, e “Categoria Especial”, pelo desenho de luz de Pedro Dultra); e Camila e o Espelho (concorrente a “Espetáculo Infanto-Juvenil”).

Espetáculos infanto-juvenis
Os mecanismos de apoio ao teatro da SecultBA têm incluído premissas para garantir o fomento à produção e à circulação de espetáculos infanto-juvenis na Bahia. Os resultados disso são também visíveis na edição 2010 do Prêmio Braskem.

As Aventuras do Maluco Beleza, montado através do edital TCA.Núcleo, que passou a reservar uma categoria exclusiva para espetáculos voltados a este público, é um musical que, como o próprio título indica, transita pelo universo criado pelo cantor e compositor baiano Raul Seixas. A peça foi indicada em três categorias: “Espetáculo Infanto-Juvenil”, “Ator”, para José Carlos, e “Categoria Especial”, pela cenografia de Rodrigo Frota.

Vencedores do edital Manoel Lopes Pontes – Apoio à Montagem de Espetáculo de Teatro, certame que inclui em sua minuta o compromisso de selecionar espetáculos infanto-juvenis, O Pássaro do Sol e Papagaio são outros dois finalistas da categoria “Espetáculo Infanto-Juvenil”. O Pássaro do Sol também disputa os troféus de “Direção”, para Olga Gómez, e “Categoria Especial”, pela direção musical de Uibitu Smetack.

Prêmio Braskem 2009
Na edição 2009 do Prêmio Braskem de Teatro, Uma Vez Nada Mais, dirigido por Hebe Alves, conquistou o prêmio principal e também deu a Aicha Marques o título de melhor atriz do ano. O espetáculo foi montado com apoio do edital Manoel Lopes Pontes – Apoio à Montagem de Espetáculos de Teatro, da FUNCEB/SecultBA.

Ao todo, os espetáculos beneficiados pelas políticas culturais do Governo do Estado estiveram em sete das oito categorias do Prêmio e arremataram cinco troféus. Uma Vez Nada Mais, uma romântica história de amor contada do ponto de vista feminino, concorria ainda nas categorias “Direção” (Hebe Alves) e “Categoria Especial” (Brian Knave, pela trilha sonora), além de mais uma indicação à “Melhor Atriz” (Maria Menezes). A peça disputou o troféu de “Melhor Espetáculo Adulto” com outros quatro trabalhos – Shirê Obá, Joana D’Arc (estes dois também apoiados pelo Manoel Lopes Pontes), A Última Sessão de Teatro (montagem que faz parte do projeto Mestres da Cena) e Caso Sério.

Shirê Obá, peça inspirada na exaltação aos orixás, leva ao palco atores e músicos que tocam e cantam como nos rituais do Candomblé. Além da categoria “Espetáculo Adulto”, o espetáculo concorreu em “Revelação” (Fernanda Julia, pela direção) e levou o prêmio na “Categoria Especial” (Jarbas Bittencourt, pela direção musical). Joana D’Arc, que narra o período do julgamento e da consequente execução da mártir francesa, com dilemas e contradições do mundo contemporâneo, teve três indicações: “Atriz” (Jussilene Santana), “Direção” (Elisa Mendes) e “Texto”, da autora Cleise Mendes, que saiu vencedora. Já A Última Sessão de Teatro, uma homenagem aos 70 anos de Harildo Deda, com a história de um ator que esquece suas falas e abandona o teatro, entrou na disputa por “Texto” e “Direção” (Luiz Marfuz nas duas categorias), além de “Ator” – o próprio Harildo Deda, que foi o premiado. Outro contemplado pelo edital de montagem, Doralinas e Marias, esteve entre os finalistas da “Categoria Especial” (com Zuarte Jr., pelo cenário).

Confira a lista completa dos indicados do Prêmio Braskem de Teatro 2010:

Ator
Caio Rodrigo (Pólvora e Poesia)
Duda Woida (O Melhor do Homem)
Fábio Vidal (Sebastião)
Jarbas Oliver (Siricotico)
José Carlos (As Aventuras do Maluco Beleza)

Atriz
Andrea Elia (As Velhas)
Cláudia di Moura (As Velhas)
Evelyn Buchegger (Luz Negra)
Jacyan Castilho (A Cela)
Yumara Rodrigues (Monstro)

Texto
Armindo Bião (A Gente Canta Padilha)
Cláudio Simões (Trilogia Shirley)
Fábio Espírito Santo (Matilde, La Cambiadora de Cuerpos)
Fábio Vidal (Sebastião)
Paulo Henrique Alcântara (Partiste)

Revelação
José Jackson (direção) – Dois Perdidos Numa Noite Suja
Marcele Pamponet (direção) – Torre de Babel
Margarida Laporte (atriz) – Partiste
Nando Zâmbia (ator) – Dois Perdidos Numa Noite Suja
Talis Castro (ator) – Pólvora e Poesia

Categoria Especial
Jarbas Bittencourt (Direção Musical) – Bença
Pedro Dultra (Desenho de luz) – A Cela
Rodrigo Frota (Cenografia) – Pólvora e Poesia/As Aventuras do Maluco Beleza
Uibitu Smetack (Direção Musical) – O Pássaro do Sol
Zebrinha (Coreografia) – Bença

Direção
Fernando Guerreiro (Pólvora e Poesia)
Jorge Alencar (Camila e o Espelho)
Luiz Marfuz (As Velhas)
Márcio Meirelles (Bença)
Olga Gómez (O Pássaro do Sol)

Espetáculo Infanto-Juvenil
As Aventuras do Maluco Beleza
Camila e o Espelho
O Pássaro do Sol
Papagaio

Espetáculo Adulto
As Velhas
Bença
Dois Perdidos Numa Noite Suja
Partiste
Pólvora e Poesia

Anúncios

Os comentários estão desativados.