DIMAS e SESC-BA apresentam “Mostra Alejandro Jodorowsky”

De 20 a 26 de maio, a Sala Walter da Silveira e o SESC-BA apresentam os cinco principais filmes do cultuado cineasta chileno Alejandro Jodorowsky

Dramaturgo, ator, escritor, quadrinista, compositor, mímico, guru, titereiro, tarólogo e até cineasta, Jodorowsky criou uma obra única marcada pelo misticismo. Influenciado pelo teatro de Antonin Artaud, Samuel Beckett e Eugène Ionesco, fundou, na década de 1960, o Teatro do Pânico, ao lado dos surrealistas espanhóis Fernando Arrabal e Roland Topor. Suas peças buscavam transcender os valores conservadores por meio do choque e de intervenções em espaços públicos, assim como rechaçar a seriedade artística através do humor e de livres associações. Algumas destas características ecoam em seu cinema, faceta artística na qual pode exercitar o seu minucioso trabalho de construção visual. Imagens surreais e símbolos místicos se mesclam de forma delirante; um profundo sentido religioso pode surgir de um elogio iconoclasta.

A mostra exibe o curta “A Gravata”, filme considerado perdido até a descoberta de uma cópia em 2008. Segue com “Fando e Lis” – primeiro longa-metragem – fortemente ligado às ideias de performance e agressão do movimento Pânico e “El Topo”, o faroeste surrealista que tornou o trabalho do diretor conhecido em meio à contracultura mundial. Fecham a mostra “A Montanha Sagrada”, filme de busca mística e alquímica no cenário mexicano, e “Santa Sangre”, último grande trabalho cinematográfico do diretor.

Mostra Alejandro Jodorowsky
Período: 20 a 26/05/2011
Onde: Sala Walter da Silveira, Rua General Labatut, 27, subsolo da Biblioteca Pública, Barris, Salvador BA, CEP: 40070 – 100
Entrada franca
Realização: SESC-BA e DIMAS/FUNCEB

Anúncios

Os comentários estão desativados.