Quartas Baianas circula pelo interior da Bahia

De maio a julho, cinema baiano passa pelas telas de cinco cidades de diferentes Territórios de Identidade do estado

A população dos municípios de Cachoeira, Feira de Santana, Vitória da Conquista, Camaçari e Lençóis vai ter oportunidade de assistir a obras da cinematografia baiana com a passagem do Quartas Baianas pelas cidades. Fixado há sete anos na Sala Walter da Silveira, em Salvador, o projeto objetiva dar visibilidade e acesso a filmes e vídeos que compõem o patrimônio do cinema da Bahia, tendo exibido mais de 450 títulos gratuitamente em sessões fixas que ocorrem na capital às quartas-feiras, sempre às 20 horas. Agora, através de edital do Banco do Nordeste, a Associação Baiana de Cinema e Vídeo (ABCV) capitalizou patrocínio para a ação Quartas Baianas no Interior, proporcionando a difusão e a interiorização do cinema baiano, em especial do acervo do próprio projeto, além de formação na área. Todas as atividades serão gratuitas.

Nos cinco municípios, onde a programação se estende, em cada um deles, durante quatro dias, serão realizadas mostras de filmes – incluindo lançamentos –, debates com diretores de trabalhos exibidos, conferências e mesas-redondas com representantes da área e uma oficina de audiovisual, reservando espaço para a formação.

A primeira cidade visitada será Cachoeira (18 a 21 de maio), cuja grade de atividades já está fechada(ver programação abaixo) e onde o projeto também conta com o apoio da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), do Cineclube Mário Gusmão e da Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Cultura e Turismo. Depois serão Feira de Santana (25 a 28 de maio), Vitória da Conquista (8 a 11 de junho), Camaçari (6 a 9 de julho) e, por fim, Lençóis (13 a 16 de julho), numa seleção de localidades pertencentes a diferentes Territórios de Identidade da Bahia. Também está prevista a produção de uma caixa coletânea de DVDs com obras que integram o Quartas Baianas.

Quartas Baianas é uma realização da ABCV em parceria com a Diretoria de Audiovisual (DIMAS) da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), unidade da Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA). O Quartas Baianas no Interior representa a primeira incursão da ABCV no interior do estado.

Políticas públicas em debate – A programação do Quartas Baianas no Interior também reserva espaço para o debate em torno de políticas para o setor audiovisual. Na sexta-feira (20/5), o cineasta Geraldo Moraes (APC – Bahia) ministra a conferência “Audiovisual e Diversidade Cultural”, tratando de desafios e paradigmas da produção de cinema no Brasil. No sábado (21/5), as atividades continuam com a realização de debate em torno do desenvolvimento do audiovisual no interior da Bahia, na mesa-redonda“Do fomento à produção: o audiovisual no interior da Bahia”, que contará com a presença de Sofia Federico (DIMAS/FUNCEB), Solange Lima (ABD Nacional), Danillo Barata (UFRB), Mateus Damasceno (ABCV), além da secretária do Audiovisual (SAV) do Ministério da Cultura (MinC), Ana Paula Santana.

A participação da SAV no Quartas Baianas no Interior será estendida também para um encontro aberto com a classe audiovisual, quando Ana Paula Santana apresentará ao público o projeto “Diálogo – Brasil Audiovisual”. Está será a primeira apresentação nacional do projeto, que irá percorrer todos os estados brasileiros. O encontro está marcado para as 14 horas, no dia 21 de maio, e a ampla participação social é esperada.

Oficinas de Audiovisual – Com carga horária total de 18 horas, distribuídas em três dias, a oficina será teórico-prática, com turma de até 20 alunos por cidade, que vão ser introduzidos à linguagem e ter orientações de temas como desenvolvimento de roteiro, produção, operação de câmera, captação de som e edição. Ao final, cada grupo vai gerar um produto audiovisual de curta duração.

Elas serão ministradas por duplas de facilitadores, uma para cada cidade, que vão definir propostas específicas da minuta do curso a partir de suas especialidades: o diretor Wallace Nogueira e o produtor Marcelo Matos de Oliveira (Cachoeira); o diretor Alexandre Guena e a cenógrafa e diretora de arte Carol Tanajura (Feira de Santana); os diretores Lula Oliveira e Paulo Alcântara (Vitória da Conquista); o diretor de animações e videomaker Fausto Junior e o cartunista e animador Caó Cruz Alves (Camaçari). Para Lençóis, ainda haverá confirmação dos nomes dos profissionais.

As inscrições podem ser feitas através do hotsite do Quartas Baianas no Interior:www.abcvbahia.com.br/qbi.

Quartas Baianas no Interior

Mostras de filmes | Oficinas | Debates

Patrocínio: Programa BNB de Cultura – Parceria BNDES

Apoio: DIMAS/ FUNCEB/ Rádio Educadora Bahia/ TVE BA/ IRDEB/ SecultBA

Realização: ABCV

Onde e quando:

Cachoeira (18 a 21 de maio)

Feira de Santana (25 a 28 de maio)

Vitória da Conquista (8 a 11 de junho)

Camaçari (6 a 9 de julho)

Lençóis (13 a 16 de julho)

Quanto: Grátis

Informações:

E-mail: quartasnointerior@gmail.com

Site: www.abcvbahia.com.br

Hotsite: www.abcvbahia.com.br/qbi

PROGRAMAÇÃO EM CACHOEIRA

18/5 (quarta-feira)

= No Auditório da Fundação Hansen Bahia, 19h30

Anil, de Fernando Bélens

Brabeza, de José Umberto Dias e Robinson Roberto Sales Barreto

Silent Star, de Alexandre Guena

Agosto, de Wallace Nogueira

Sensações Contrárias, de Amadeu Alban, Jorge Alencar e Matheus Rocha

O Pátio, de Glauber Rocha

LançamentoAgosto, de Wallace Nogueira, que estará presente no evento.

19/5 (quinta-feira)

= Na Praça da Aclamação, 20h

Maniçoba, de Paulo Hermida e Petrus Pires

O Carroceiro, de Ney Negrão

Cachoeira, Cidade do Recôncavo, de Ney Negrão

Irmandade da Boa Morte, de Alonso Rodrigues

Hansen Bahia, de Joel de Almeida

A Busca da Noite, de Cícero Bathomarco

Debate: com presença dos diretores Joel de Almeida e Paulo Hermida.

20/5 (sexta-feira)

= No Auditório da UFRB, 10h

Conferência: “Audiovisual e Diversidade Cultural”, com Geraldo Moraes.

= Na Praça da Aclamação, 20h

Lençóis, de Claude Santos

Oriki, de Jorge Alfredo e Moisés Augusto

Na Terra do Sol, de Lula Oliveira

Pierre Verger, Chegar à Bahia, de Carlos Pronzato

A Lenda do Pai Inácio, de Pola Ribeiro

Debate: com presença dos diretores Lula Oliveira e Carlos Pronzato.

21/5 (sábado)

= No Auditório da UFRB, 10h

Mesa-redonda: “Do fomento à produção: o audiovisual no interior da Bahia”, com Sofia Federico (DIMAS/FUNCEB), Danillo Barata (UFRB), Solange Lima (ABDn), Ana Paula Santana (SAV/MinC) e Mateus Damasceno (ABCV).

= No Auditório da UFRB, 14h

Encontro aberto com a classe audiovisual: Ana Paula Santana (SAV/MinC) apresenta o projeto “Diálogo – Brasil Audiovisual”.

= Na Praça da Aclamação, 20h

O Corneteiro Lopes, de Lázaro Faria

Memórias da Capoeira do Recôncavo, de Pedro Habib

Debate: com presença dos diretores Lázaro Faria e Pedro Habib.

Anúncios

Os comentários estão desativados.