Neojibá se apresenta no Xisto Bahia pela primeira vez

Orquestra Castro Alves faz concerto aberto à comunidade

Nesta quinta-feira, 2 de junho, às 15 horas, a Orquestra Castro Alves (OCA), formada pelo Neojibá – Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia, faz concerto gratuito no Espaço Xisto Bahia (Barris), local administrado pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB). É a primeira vez que o Neojibá marca presença neste espaço cultural, numa apresentação que, além do grande público interessado, se volta a grupos de alunos de escolas públicas e instituições que trabalham com jovens em Salvador, incentivando a formação de plateia dentre este público.

A OCA foi criada em novembro de 2009 e é a segunda orquestra formada pelo Neojibá. Composta atualmente por 56 crianças e jovens entre 9 e 18 anos de idade, a OCA está em constante atividade sob a supervisão de Ricardo Castro e a orientação de Ivana Dudnik e dos monitores e gestores atuantes na Orquestra Juvenil 2 de Julho (J2J). Seu regente titular é o jovem Yuri Azevedo, percussionista da J2J.

Desde 2007, o Neojibá representa uma possibilidade de mudança na vida de jovens e crianças, que, através da prática coletiva da música, podem adquirir uma sensibilidade especial juntamente com um alto nível de excelência, criando ferramentas essenciais para o desenvolvimento pleno das suas capacidades. Programa prioritário do Governo da Bahia, gerido pela Associação Amigos das Orquestras Juvenis e Infantis e do NEOJIBA (AOJIN), com manutenção da Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA) e apoio do Teatro Castro Alves, o Neojibá é o primeiro programa governamental brasileiro baseado no “El Sistema”, programa venezuelano criado há 35 anos e que hoje conta com mais de 350 mil jovens e crianças e mais de 180 orquestras em todo o país.

Espaço Xisto e música – A relação do Xisto Bahia com a produção musical tem sido intensificada. Palco frequente de espetáculos de teatro e dança, o espaço tem aberto oportunidades para comportar shows de música e, mais que isso, dar residência a grupos também desta linguagem: há quase um ano, desde julho de 2010, a Orkestra Rumpilezz, criação do maestro, compositor, arranjador e saxofonista Letieres Leite, é um grupo artístico residente do local.

O Xisto Bahia possui uma sala principal (reaberta em dezembro passado após uma recuperação completa, que incluiu revisão elétrica, reforma dos camarins, tratamento de palco, revisão do teto, substituição de carpetes e recuperação de poltronas e vestimentas, além de pintura geral e sinalização interna, com investimento de mais de R$ 75 mil do Estado), um foyer e salas de ensaio, que a orquestra utiliza para realizar atividades como ensaios semanais, criação de orquestra juvenil e outra formada por mulheres, aulas-show e workshops temáticos, com espetáculos e bate-papo para formação de público.

“É uma oportunidade de o Xisto ter um grupo realizando um trabalho de relevância cultural, que trabalha as matrizes africanas com uma linguagem contemporânea. Essa residência concretiza projetos e propostas que abrem portas do espaço público para a comunidade”, analisa Kátia Costa, coordenadora do Espaço Xisto Bahia.

SERVIÇO
O quê: Orquestra Castro Alves (OCA) do Neojibá
Quando: 2/6 (quinta-feira), 15 horas
Onde: Espaço Xisto Bahia (Rua General Labatut, 27, Barris – Salvador – BA)
Quanto: Gratuito
Telefone: 71 3117-6155

Anúncios

Os comentários estão desativados.