FUNCEB promove workshop de elaboração de projetos culturais para indígenas

Kaimbés e Kiriris formularam projetos de acordo com a realidade da comunidade. Próxima oficina acontece em agosto, na aldeia Tuxá Morrinhos.

A Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), unidade da Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA), em parceria com o Núcleo de Culturas Populares e Identitárias da SecultBA, promoveu mais uma oficina do Workshop de Elaboração de Projetos Culturais, tendo, desta vez, como público-alvo a comunidade indígena Araçá, localizada nas proximidades do município de Banzaê, no nordeste da Bahia.

O Workshop de Elaboração de Projetos Culturais é uma ação da FUNCEB/SecultBA que visa a capacitar, de forma descentralizada, um número cada vez maior de artistas e produtores para participação em editais e processos de seleção de apoio e patrocínio cultural de âmbito regional e nacional, buscando contribuir para o desenvolvimento de uma política pública cultural estruturante, que democratize o acesso também aos recursos disponibilizados pelas fontes públicas. As oficinas, realizadas periodicamente desde 2007, são gratuitas e já passaram por mais de 60 cidades baianas, em mais de 90 encontros que culminaram na produção de cerca de 350 projetos.

Nesta edição, a oficina aconteceu na Escola Estadual Florentino Domingos de Andrade, em junho, e contou com a participação de 23 indígenas, sendo 19 da aldeia dos Kiriris e mais quatro visitantes da aldeia dos Kaimbé. Durante o encontro, foram distribuídas apostilas, para abordagem dos principais pontos necessários à preparação de um projeto cultural – desde a apresentação e descrição à justificativa e objetivos, passando por público-alvo, ficha técnica, cronograma de execução, até o orçamento e prestação de contas. As instruções foram adequadas às realidades indígenas, numa iniciativa de fomento à participação destes cidadãos na produção cultural da Bahia.

Dentre os mecanismos de apoio oferecidos pela FUNCEB, o Calendário de Apoio é o que mais se enquadra no perfil destas comunidades, por fincanciar pequenos projetos com custos de até R$ 10 mil. Ao final da oficina, os índios Kaimbés formaram um grupo para discutir o instrumento e pensar em um projeto para inscrição futura que priorizasse a revitalização do Centro de Cultura dos Kaimbés Massacará. Já os índios Kiriris foram divididos em quatro grupos para discutir sobre o projeto de reconstrução do Centro das Tradições dos Kiriris. Os participantes foram também estimulados, em virtude do caráter das suas propostas, a buscar apoio através da Demanda Espontânea do Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA), que está com inscrições abertas.

A ação foi muito bem aceita pelos indígenas, que finalizaram o encontro com apresentação dos trabalhos, estruturação de propostas, preenchimento de formulários e o compromisso de participar das oportunidades oferecidas pela SecultBA para a promoção da cultura dos índios baianos. A próxima edição do Workshop de Elaboração de Projetos Culturais acontece em agosto, na aldeia Tuxá Morrinhos, na cidade de Ibotirama.

Anúncios

Os comentários estão desativados.