FUNCEB ITINERANTE já passou por três macroterritórios da Bahia

Depois de Alagoinhas, Senhor do Bonfim e Itaberaba, dirigentes da Fundação Cultural do Estado da Bahia passam por Barreiras, Vitória da Conquista e Ilhéus, para discutir políticas para as Artes Visuais, Audiovisual, Circo, Cultura Digital, Dança, Literatura, Música e Teatro

Os dirigentes da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), unidade da Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA), continuam na estrada, para visitar cidades dos macroterritórios de identidade baianos, com o projeto FUNCEB ITINERANTE. Realizando Encontros Setoriais para discutir as políticas públicas para as artes, num diálogo entre poder público e sociedade civil, o grupo está em viagem desde 24 de agosto e já passou por Alagoinhas, Senhor do Bonfim e Itaberaba. Nesta terça-feira (30/8), a reunião com artistas, produtores e profissionais da Cultura acontece em Barreiras. Depois, a itinerância segue para Vitória da Conquista (1/9) e Ilhéus (3/9), até o retorno a Salvador em 4 de setembro, totalizando 11 dias de excursão.

A equipe que integra o FUNCEB ITINERANTE é formada pela diretora geral da FUNCEB, Nehle Franke, os coordenadores de linguagens artísticas da FUNCEB, das áreas de Artes Visuais, Audiovisual, Dança, Literatura, Música, Teatro e da assessoria de Artes Circenses, além de assessores técnicos e da Assessoria Especial para Juventude e Cultura Digital da SecultBA. Todos eles se fazem presentes nos encontros em cada município, que são abertos ao público e acontecem das 8 às 18 horas, com intervalo de almoço entre meio-dia e 14 horas. Em articulação com representantes territoriais da SecultBA presentes em todo o estado e dirigentes locais, a atividade intenciona atrair às cidades visitadas cidadãos de todo seu entorno.

Além de pautar as linguagens artísticas e as ações realizadas e planejadas pela FUNCEB, os encontros debatem políticas culturais como o Sistema Estadual de Cultura e o Plano Estadual de Cultura. A pretensão é de estimular a organização dos setores artísticos, fomentar o debate, ouvir a sociedade em relação às demandas para as linguagens artísticas e promover a articulação com agentes, grupos e instituições culturais do interior da Bahia, mobilizando-os também para a participação nas Conferências Setoriais de Cultura, que serão realizadas pela FUNCEB e SecultBA, no dia 5 de novembro, em Salvador.

FUNCEB ITINERANTE em Alagoinhas – Cerca de 60 pessoas, dentre artistas, produtores, líderes comunitários, professores da rede pública de ensino, pesquisadores e profissionais da Cultura, compareceram ao Encontro Setorial do FUNCEB ITINERANTE em Alagoinhas, em 24 de agosto, no Centro Cultural de Alagoinhas. Eram pessoas envolvidas com as artes em suas diversas linguagens, inclusive representantes da Casa dos Poetas de Alagoinhas e articuladores de ações culturais junto a comunidades quilombolas. Além de cidadãos de Alagoinhas, havia pessoas vindas de cidades como Entre Rios, Pedrão, Valença, Cruz das Almas e Itapicuru.

Após a abertura, com falas de Nehle Franke, diretora da FUNCEB, e do secretário municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Luiz Ornelas da Silva, abriu-se espaço para que os dirigentes da FUNCEB/SecultBA se apresentassem e falassem de suas áreas de atuação.

O bate-papo então aberto tratou de questões como formação em artes, empregabilidade, editais de Cultura, leis de Cultura e programas de fomento. O debate teve como principal pauta, levantada pelo público, a contemplação do interior do estado nas políticas públicas para a Cultura, na representação nos mecanismos de apoio e em comissões de seleção. Os questionamentos e propostas apresentadas, tal como a criação de editais exclusivos para o interior, abrem possibilidades de soluções para o estabelecimento de uma gestão cultural ainda mais democrática.

No turno vespertino, foram explicitadas as atribuições, estruturas administrativas e principais projetos da FUNCEB e da SecultBA enquanto órgãos públicos. Depois, formaram-se grupos divididos pelas áreas de atuação, que se reuniram com os dirigentes das linguagens específicas, para uma conversa mais próxima acerca de suas particularidades. Cada coordenador pôde conhecer as demandas e discutir sugestões com aqueles que atuam na produção cultural de Alagoinhas e região.

FUNCEB ITINERANTE em Senhor do Bonfim – Após as falas do vice-prefeito da cidade, Dr. Aurélio Soares, de representante do Conselho de Cultura do município, José Gonçalves, da diretora geral da FUNCEB, Nehle Franke, e da secretária de Cultura municipal, Riana de Oliveira, o encontro em Senhor do Bonfim foi iniciado com apresentação do sanfoneiro Tião da Silva – do Trio Raiz do Forró, da Rede Baião de Bonfim –, acompanhada de intervenção do cordelista Zumar, ambos artistas da cultura popular bonfinense.

O evento reuniu cerca de 80 pessoas na Escola Estadual Senhor do Bonfim, em 26 de agosto. Havia pessoas de diversas cidades, tais como Juazeiro e Andorinha, inclusive a prefeita de Campo Formoso, Iracy Araújo, o representante do Consórcio Público do Território, Ion Fontes, e o articulador do Território do Piemonte Norte do Itapicuru, Álvaro Luis.

O debate trouxe temas como implantação do Sistema Estadual de Cultura, criação de uma associação dos artistas regionais, simplificação de editais, acessibilidade aos mecanismos de apoio – como incluir, por exemplo, artistas não-afalbetizados neste processo – e iniciativas como o Edital de Apoio a Microprojetos. Foi explicitado que a revisão destes instrumentos já foi iniciada, a exemplo da edição 2011 do edital Quarta que Dança, em que os proponentes não mais precisaram apresentar documentações, além do projeto em si, para fazer inscrição. A demanda por formação técnica foi também frequentemente apontada e a importância da participação da sociedade civil em conferências, na formulação de leis, na estruturação de projetos e no estabelecimento de uma política pública de Estado foi bastante destacada.

No turno vespertino, após a reunião de grupos divididos pelas áreas de atuação, numa conversa mais próxima das especificidades de cada linguagem artística, o encontro foi encerrado com apresentação do músico e cantor Marino Carvalho.

FUNCEB ITINERANTE em Itaberaba – Chegando à cidade em 27 de agosto, os dirigentes da FUNCEB, nesta noite anterior ao encontro do FUNCEB ITINERANTE, foram assistir ao espetáculo do Circo Uga Uga, montado em Alto Vermelho, distrito de Itaberaba.

No dia seguinte, 28 de agosto, a Escola Modelo Luis Eduardo Magalhães sediou a reunião com cidadãos da região, com cerca de 20 pessoas. A fala de abertura foi da secretária de Cultura de Itaberaba, Dora Leão, que discorreu sobre a institucionalidade da Cultura, o Plano Municipal de Cultura, em construção, a importância de reconhecer a Cultura como um direito e o entendimento de que este se trata de um processo participativo. Em seguida, Nehle Franke, diretora da FUNCEB, reafirmou que as propostas para a Cultura devem ser compactuadas com a sociedade civil. Estava também presente o representante territorial da SecultBA Vinicius Galvão.

Os participantes se identificaram como atores que assumem as mais diversas tarefas – além de artistas, são arte-educadores, produtores, articuladores. Grupos artísticos se destacaram no debate: o Arte em Cena e o Grupo Teatral Raízes, com 25 anos de história, demonstraram intensa atuação na vida cultural da região. As demandas mais indicadas foram de estabelecimento de espaços culturais (não apenas para apresentações, mas também para rotinas de trabalho e ensaios), ressaltando que a revitalização e uso de locais já existentes é uma solução anterior à construção de centros, realização de projetos na cidade, revisão dos editais e formação em gestão de produção. Foi ainda destacada a forte tradição de manifestações populares, através do trabalho de artesãos e de chulas, bumba-meu-boi, reisados, contadores, baianas, especialmente presentes na zona rural e nas periferias.

No turno vespertino, Nehle Franke e dirigentes visitaram espaços culturais e públicos do município e foram ao encontro de grafiteiros, integrantes do movimento hip-hop, que estavam em ação na pintura de um muro.

FUNCEB ITINERANTE
24/8 (quarta-feira): Alagoinhas
Centro Cultural de Alagoinhas – (75) 3421-5608
26/8 (sexta-feira): Senhor do Bonfim
Escola Estadual Senhor do Bonfim – (74) 3541-3570
28/8 (domingo): Itaberaba
Escola Modelo Luis Eduardo Magalhães – (75) 3251-4066
30/8 (terça-feira): Barreiras
Centro Cultural Rivelino Silva de Carvalho – (77) 3613-9770
1/9 (quinta-feira): Vitória da Conquista
Centro de Cultura Camilo de Jesus Lima – (77) 3424-4725
3/9 (sábado): Ilhéus
Instituto Municipal de Ensino Eusinio Lavine – (73) 3634-0034
Horário: das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas
Aberto ao público
www.funceb.ba.gov.br

Anúncios

Os comentários estão desativados.