“Yumara Rodrigues – Uma Diva nos Palcos da Bahia” é lançado nesta quarta-feira (31/8)

Documentário apresenta o cinquentenário da carreira da atriz dentro do projeto Mestres da Cena, da FUNCEB/SecultBA

Nesta quarta-feira, 31 de agosto, às 20 horas, o Teatro Martim Gonçalves acolhe o lançamento do documentário Yumara Rodrigues – Uma Diva nos Palcos da Bahia, que homenageia os 50 anos de carreira da atriz baiana. O filme, que tem direção de Ednilson Pará, integra o projeto Mestres da Cena, iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), através da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), realizado pela Cardim Projetos e com produção da Cambuí Produções. A sessão é aberta ao público, com entrada franca, até lotação da sala.

A obra é também fruto do trabalho que a TVE Bahia, do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia, vem realizando desde o ano passado, na produção de especiais que, a partir da trajetória de Yumara Rodrigues, faz um registro da memória do teatro baiano. Os conteúdos vão desde a passagem da atriz, nos anos 1960, pela teledramaturgia na TV, ao trabalho dela no teatro, em peças como Apareceu a Margarida (1977), dirigida por Manoel Lopes Pontes; Dias Felizes (1985), de Ewald Hackler; e Mãe Coragem (1998), com direção de Luiz Marfuz. Além da própria homenageada, o filme traz depoimentos de atores e diretores do teatro da Bahia.

“Uma longa estrada percorrida, aos tropeços, topadas, tombos; lágrimas, risos, medos, ansiedades, encantos, desencantos; suores, palavras, emoções, gestos, voos e sonhos repetidos e esquecidos a cada noite e a cada noite revividos. De onde vem esse dom? Das entranhas, da razão, do coração, dos recônditos da alma ou de todas essas instâncias? Não sei! Só sei que vem! De algum lugar, vem! Essa metamorfose não se dá por milagre. É fruto de abnegação, renúncia, despojamento, entrega sem pudores, sem receio do ridículo. Isto me recorda Madalena – uma das muitas personagens da minha trajetória – quando, em dado momento, afirma: ‘a gente é ridícula o tempo todo’. Pensando bem, é isso aí! Assim, nesta noite, eu me desnudo perante vós: sem medo do ridículo, sem pudores!”, declama Yumara Rodrigues.

Mestres da Cena – O projeto visa ao reconhecimento dos grandes mestres do teatro da Bahia, reverenciando e divulgando sua importância e trajetórias. Em 2009, Harildo Déda, primeiro homenageado, esteve no palco protagonizando A Última Sessão de Teatro, que celebrou os 70 anos de vida do ator. A peça, cuja história trata de um ator que esquece suas falas e abandona o teatro, deu a Harildo o troféu de Melhor Ator e a Luiz Marfuz, responsável pelo texto e direção, a indicação nestas duas categorias no Prêmio Braskem de Teatro de 2009, onde também concorreu ao prêmio de Melhor Espetáculo.

Já em 2010, Yumara Rodrigues estrelou a montagem Monstro, dirigida por Paulo Dourado, que apresenta a biografia artística de Yumara, resgatando cenas do passado e demonstrando a vitalidade cênica da atriz. O texto, assinado por Marcos Barbosa, tem como ponto de partida as personagens interpretadas pela homenageada, que dá vida ao arquétipo da fiandeira mítica Aracne, cuja teia de vida e morte é o discurso de uma atriz que narra o encontro com o terrível em clima de erotismo e sedução. Na tarefa de desfiar a linha do tempo, ela conta com a ajuda da Deusa, personagem híbrido que mistura características humanas e de ave, vivido pelo ator Caio Rodrigo. Por este trabalho, Yumara Rodrigues concorreu na categoria Melhor Atriz no Prêmio Braskem de Teatro de 2010.

SERVIÇO
Lançamento do documentário Yumara Rodrigues – Uma Diva nos Palcos da Bahia
Quando: 31 de agosto (quarta-feira), 20 horas
Onde: Teatro Martim Gonçalves (Rua Araújo Pinho, 292, Canela, Salvador/BA)
Quanto: entrada franca, até lotação da sala

Anúncios

Os comentários estão desativados.