II Encontro Dançando Nossas Matrizes: um diálogo entre as Danças Afros brasileiras

Evento coloca em pauta os desdobramentos e necessidades das Danças Afros enquanto atividade de cultura corporal, histórica e social

Com o propósito de promover espaços de discussão sobre formação, produção artística, memória e políticas públicas voltadas para as danças afros, o II Encontro Dançando Nossas Matrizes: um diálogo entre as Danças Afros brasileiras acontece entre os dias 3 e 6 de novembro, das 9 às 22 horas, no Espaço Xisto Bahia (Barris – Salvador/BA), com programação inteiramente gratuita. Realizada pelo Coletivo de Professores e Artistas das Danças de Matrizes Africanas (DNM), a iniciativa tem apoio do Calendário de Apoio a Projetos Culturais 2011, mecanismo de incentivo promovido pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), unidade da Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA).

A programação inclui debates, oficinas de dança, percussão e estética, exposições, intervenções, além de apresentações artísticas, na busca de avaliar as produções e propor políticas públicas que pensem esta modalidade como atividade de cultura corporal, histórica e social. O evento reúne profissionais das diversas linguagens artísticas, pesquisadores, representantes de instituições e do Governo do Estado, estudantes e demais pessoas interessadas em discutir sobre as Danças Afros, seus desdobramentos e necessidades.

Dançando Nossas Matrizes reflete ainda sobre a aplicabilidade e as diversas possibilidades de métodos para o ensino da Dança Afro nas escolas e espaços culturais, tendo como ponto de partida a Lei 10.639/2003, que torna obrigatório o ensino de História e Cultura Afro-Brasileira em todas as escolas brasileiras, públicas e particulares, do ensino fundamental até o ensino médio, e inclui o Dia da Consciência Negra no calendário escolar.

Nesta perspectiva, a ideia deste segundo encontro é fomentar e difundir as Danças Afros, buscando resultados efetivos para as ações propostas na primeira edição do evento, que, em junho passado, reuniu cerca de 1.300 pessoas.

Confira a programação completa no site www.dancandonossasmatrizes.blogspot.com.

Sobre o Calendário de Apoio: Criado em 2008 e com quatro edições anuais realizadas, o Calendário de Apoio a Projetos Culturais tem o objetivo de organizar as solicitações de apoio e a distribuição de recursos ao longo do ano, como um mecanismo de incentivo a projetos e atividades artístico-culturais de interesse público. Nas três etapas da edição 2011, o Calendário somou um total de 650 projetos inscritos (324 da Região Metropolitana de Salvador e 326 do interior baiano) e 72 contemplados (33 da Região Metropolitana de Salvador e 39 do interior). Já nas três edições passadas, entre os anos de 2008 e 2010, o Calendário contabilizou um total de 702 propostas e apoiou 146 projetos (108 da capital e 38 de outras cidades), colaborando para a execução de diversas atividades culturais em mais de 30 cidades da Bahia e financiado passagens aéreas para viagens de artistas a outros estados brasileiros e ao exterior.

SERVIÇO
II Encontro Dançando Nossas Matrizes: um diálogo entre as Danças Afros brasileiras
Quando: 3 a 6 de novembro de 2011 (quinta a domingo), 9 às 22 horas
Onde: Espaço Xisto Bahia (Rua General Labatut, 27, subsolo da Biblioteca Pública do Estado da Bahia, Barris – Salvador/BA. Tel.: 3117-6155/6156)
Quanto: Gratuito
Site: www.dancandonossasmatrizes.blogspot.com.
Realização: Coletivo de Professores e Artistas das Danças de Matrizes Africanas (DNM)
Apoio: FUNCEB/ SecultBA

Anúncios

Os comentários estão desativados.