Alagoinhas recebe Salões Regionais de Artes Visuais da Bahia

3ª e última exposição da edição 2011 reúne obras de 25 artistas em mostra da atual produção baiana em Artes Visuais

Nesta sexta-feira, 9 de dezembro, às 19 horas, será aberta na cidade de Alagoinhas a terceira e última exposição da edição 2011 dos Salões Regionais de Artes Visuais da Bahia. Reunindo obras de diversos estilos e temáticas de 25 artistas, a mostra fica em cartaz no Centro de Cultura de Alagoinhas, com visitação gratuita, até 29 de janeiro de 2012, das 9 às 21 horas. Resultado de edital da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), unidade da Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA), os Salões são uma ação de difusão e incentivo à produção em Artes Visuais no estado por possibilitarem a divulgação de trabalhos, a circulação de artistas e intercâmbio entre eles, além da formação de público para as artes visuais nos territórios baianos.

Neste ano, o edital Salões Regionais de Artes Visuais da Bahia teve 226 proponentes inscritos (159 da Região Metropolitana de Salvador, 66 de outros Territórios de Identidade da Bahia e um de fora do estado) e 75 artistas selecionados para compor três exposições, feitas em centros de cultura administrados pela SecultBA em cidades do interior baiano. A primeira sede foi Valença, onde a mostra esteve montada de outubro a novembro, no Centro de Cultura Olívia Barradas. Depois, veio a cidade de Porto Seguro, em que a exposição, aberta também em outubro, ainda segue no Centro de Cultura de Porto Seguro até 11 de dezembro (domingo), das 8 às 18 horas.

Dos artistas do Salão Regional de Artes Visuais de Alagoinhas, 15 são oriundos da Região Metropolitana de Salvador (RMS) e 10 de outros Territórios de Identidade. Na abertura, uma comissão de premiação formada por profissionais especializados anunciará os premiados do Salão: R$ 10 mil para o primeiro lugar e R$ 7 mil para o segundo. Para completar, uma novidade deste ano: será também eleito um artista para receber apoio financeiro de R$ 4 mil para, à escolha do mesmo, realizar uma exposição individual ou uma viagem de intercâmbio, estudos ou residência artística. O mesmo ocorreu nas outras duas mostras que compuseram os Salões Regionais 2011, perfazendo, portanto, um total de R$ 63 mil em premiações. Além disso, cada expositor recebe um auxílio para o custeio da sua participação no valor de R$ 800.

Os Salões visam a apresentar ao público a diversidade da atual produção baiana em Artes Visuais, possibilitando o surgimento de novos talentos, o reconhecimento de artistas experientes, a pesquisa de novas estéticas e a reflexão sobre temas atuais da área em todo o território estadual. As obras são de livre temática, pertencentes às modalidades de arte e tecnologia, assemblage, cerâmica, colagem, desenho, design gráfico, escultura, fotografia, grafitti, gravura, instalação, objeto, performance, pintura, tapeçaria e videoarte.

Criado em 1992, o projeto dos Salões produz, a cada ano, três exposições diferentes, abertas para visitação pública. Nos últimos quatro anos (2007-2010), através do edital Salões Regionais de Artes Visuais, a Fundação Cultural realizou doze exposições, premiando cerca de 70 artistas de diversos Territórios de Identidade do estado. Os artistas premiados ainda têm suas obras nas páginas do Catálogo dos Salões Regionais de Artes Visuais da Bahia, publicação bianual de registro e divulgação. As duas edições já lançadas do Catálogo (2007/2008 e 2009/2010), além de suas versões impressas, estão disponíveis para download aqui no site da FUNCEB (clique para baixar: edição 2007/2008; edição 2009/2010).

Salão de Valença – Em 14 de outubro, na cidade de Valença, deu-se a estreia da edição 2011 dos Salões Regionais de Artes Visuais da Bahia. Na ocasião, a comissão de premiação formada por Elias Santos, Leonel Mattos e Pedro Marighella anunciou os premiados do Salão: Clériston Soares, de Valença, ficou com 1º lugar com as obras Cachoeira I, II e III; Genival Nunes, de São Felipe, foi o 2º colocado com Construir para Ver e Sentir; a artista Karla Rúbia, de Salvador, levou o Prêmio Incentivo pelo trabalho João que Amava Teresa que Amava Lili que Não Amava Ninguém. Ainda houve uma Menção Honrosa para Marco Antônio, também de Salvador, pela Série Mostruário. O Salão de Valença ficou em cartaz até 27 de novembro. A exposição reuniu trabalhos de 25 artistas (11 oriundos da Região Metropolitana de Salvador e 14 de outros Territórios de Identidade da Bahia).

Salão de Porto Seguro – A segunda exposição dos Salões Regionais de Artes Visuais da Bahia 2011, aberta no Centro de Cultura de Porto Seguro em 28 de outubro, premiou três artistas e ainda concedeu Menção Honrosa a outros dois. A comissão de premiação, formada por Antonio Carlos Portela, Lica Moniz e Regis Bailux (representante do Território de Identidade do Extremo Sul), deu a Álvaro Villela, de Salvador, o 1º lugar, pelas obras Houve um Tempo, Penetra e Ainda Chamam de Jardim!, que compõem a série Lá Vem a Cidade. O 2º lugar ficou para Tanile Maria, também de Salvador, com Porta Memória. Nelson Magalhães Filho, de Cruz das Almas, levou o Prêmio Incentivo pelo trabalho Dolls Angels. As menções honrosas foram prestadas a dois artistas da capital baiana: Sarah Hallelujah, com Terra Suspensa, e Almo, com um díptico sem título. O Salão de Porto Seguro segue em cartaz até 11 de dezembro, das 8 às 18 horas. A exposição reúne trabalhos de 25 artistas (19 oriundos da Região Metropolitana de Salvador e seis de outros Territórios de Identidade da Bahia).

SERVIÇO
Salão Regional de Artes Visuais de Alagoinhas
Onde:
Centro de Cultura de Alagoinhas
(Rua Philadelfo Neves, s/n, Alagoinhas/BA. Tel.: 75 3421-5608)
Abertura: 9 de dezembro/2011 (sexta-feira), 19 horas
Visitação: 10 de dezembro/2011 a 29 de janeiro/2012, 9 às 21 horas
Quanto: Gratuito
Realização: FUNCEB/ SecultBA

Anúncios

Os comentários estão desativados.