Temporada Verão Cênico também ocupa festas populares de Salvador

Festa da Lapinha, Lavagem do Bonfim e Festa de Iemanjá são cenários para teatro de rua e teatro amador

A Temporada Verão Cênico, projeto de difusão do Teatro da Bahia, reúne espetáculos de diversos formatos: de palco, de rua e cenas propostas por grupos de teatro amador de todo o estado. A programação segue por todo o verão, de 5 de dezembro a 29 de fevereiro, com 180 apresentações promovidas na capital e em cinco cidades do interior baiano. Assim, uma mostra da produção teatral contemporânea da Bahia é introduzida no calendário do verão, inclusive em festas populares de Salvador, em performances no meio dos festejos, abertas ao público.

Na Festa da Lapinha, em 5 de janeiro, o Gueto Poético, grupo de teatro de rua, dá vida a Os Cangaceiros, um cortejo de bonecões caracterizados de cangaceiros, que vai circular em meio à festa, a partir das 17 horas, embalado por trilha sonora de ritmos nordestinos, como o baião, xote, forró e xaxado, numa homenagem ao povo sertanejo. A mesma apresentação ocorre na Lavagem do Bonfim, em 12 de janeiro, a partir das 9 horas da manhã, na Praça Cairu.

Também às 9 horas na Lavagem do Bonfim, com concentração na Praça Cairu, a Cia. Obcena, de teatro amador, encena Panfucio, em que dois palhaços, Sabiá e Poeira, se divertem com um piolho acrobata.

Em 2 de fevereiro, na Festa de Iemanjá, mais uma vez a Cia. Obcena leva seu teatro para o meio de uma manifestação popular, apresentando Blééér – 1º Movimento, às 11 horas. Nesta cena, duas palhaças satirizam uma aula de balé clássico tradicional através de pantomimas e muita comicidade. No mesmo horário, também pelo Rio Vermelho, Ruy Zé apresenta Veja Bem, Meu Bem, em que Lorraynne, uma ‘personal-tudo’ – ela é artista plástica e cênica, designer, maquiadora, estilista, cabeleireira, apresentadora de programa de televisão, âncora de telejornal, animadora de festas e autora consagrada de publicações especiais sobre relações interpessoais e receitas culinárias –, sobrevive criando eventos exclusivos.

A Temporada Verão Cênico é realizada pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), através da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB) e Centro de Cultura Populares e Identitárias (CCPI), órgão responsável pela programação cultural do Pelourinho. Trata-se de uma iniciativa inédita que visa estimular a difusão, a diversidade, a acessibilidade e a atuação em rede do teatro baiano.

TEMPORADA VERÃO CÊNICO EM FESTAS POPULARES DE SALVADOR
Programação totalmente gratuita
Mais informações: www.fundacaocultural.ba.gov.br/veraocenico

Os Cangaceiros, teatro de rua do Gueto Poético
– Festa da Lapinha, 5 de janeiro, 17 horas
– Lavagem do Bonfim, 12 de janeiro, 9 horas

Panfucio, teatro amador da Cia. Obcena
– Lavagem do Bonfim, 12 de janeiro, 9 horas

Blééér – 1º Movimento, teatro de rua da Cia. Obcena
– Festa de Iemanjá, 2 de fevereiro, 11 horas

Veja Bem, Meu Bem, teatro amador de Ruy Zé
– Festa de Iemanjá, 2 de fevereiro, 11 horas

Anúncios

Os comentários estão desativados.