Divulgado resultado do Quarta que Dança 2012

Quinze trabalhos de dança vão compor programação de apresentações entre junho e outubro deste ano

Dentre 91 trabalhos inscritos em edital público, o projeto Quarta que Dança, promovido pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), unidade da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), anuncia os 15 selecionados desta sua 14ª edição. São sete espetáculos, duas intervenções urbanas, duas danças de rua e quatro trabalhos em processo de criação que vão compor uma programação de apresentações a ser realizada às quartas-feiras, entre os meses de junho e outubro, em Salvador e cidades do interior da Bahia. O resultado está disponível aqui.

Visando à difusão da Dança em suas diversas vertentes e ao estímulo à pesquisa e à produção coreográficas na Bahia, o Quarta que Dança representa um panorama contemporâneo da diversidade desta linguagem no estado e incentiva a reflexão sobre temas atuais na área. Cada proposta selecionada irá fazer três apresentações em locais distintos, com valor de ingresso a R$ 2 (inteira), quando montadas em palco, ou em performances gratuitas ao ar livre, em espaços públicos, como praças, ruas e praias.

Os trabalhos de palco provenientes de Salvador serão escalados para a Sala do Coro do Teatro Castro Alves, Espaço Xisto Bahia, Cine-Teatro Plataforma, Cine-Teatro Solar Boa Vista ou Espaço Cultural Alagados – este último acrescentado ao projeto pela primeira vez. Já os oriundos de outras cidades baianas farão uma apresentação em um destes centros localizados na capital e as outras duas, em dois municípios distintos do seu Território de Identidade de origem.

O interior do estado representou 13% dos inscritos (12 dos 91 contabilizados) e 26% dos selecionados (4 dos 15 trabalhos), com dois espetáculos (oriundos de Itacaré e Juazeiro), uma dança de rua (oriunda de Vitória da Conquista) e um trabalho em processo de criação (de Candeias). Em referência ao número de inscritos por categoria, os trabalhos em processo de criação representaram mais da metade das propostas apresentadas (46), maioria que, como em 2011, comprova o interesse dos artistas em desenvolverem pesquisas artísticas. Já para a categoria de espetáculo, foram 30 inscritos; para intervenção urbana, 12; e dança de rua, três.

O aporte financeiro para os prêmios do edital é de R$ 106 mil, com cachê total de R$ 8 mil para cada espetáculo, R$ 6 mil para intervenções urbanas e danças de rua e R$ 6,5 mil para os trabalhos em processo de criação. Os proponentes de trabalhos em processo de criação também incluem em suas propostas um profissional para acompanhar a construção do projeto e participar de suas apresentações públicas, que serão seguidas de debates acerca dos resultados. Isto vem garantir uma maior qualificação no desenvolvimento das propostas, ao mesmo tempo em que amplia as possibilidades de troca geradas pelo Quarta que Dança.

O Quarta que Dança surgiu em 1998 e, ao longo destes anos, proporcionou a montagem de mais de 190 apresentações de variados grupos e propostas artísticas, consolidando-se como um dos principais mecanismos de promoção da Dança da Bahia. Desde 2007, as inscrições para integrar a programação do projeto passaram a ser feitas exclusivamente via edital, inicialmente em duas categorias – além dos tradicionais espetáculos de dança, deu-se espaço para os trabalhos em processo de criação, com objetivo de estimular o debate em torno dos processos construtivos. No ano seguinte, 2008, as outras duas categorias foram criadas: intervenção urbana e dança de rua, ampliando as possibilidades estéticas abrigadas e levando o Quarta que Dança também para o ambiente urbano.

Anúncios

Os comentários estão desativados.