Projeto Escritas em Trânsito promove oficinas com renomados poetas e escritores brasileiros

A ação propõe diálogo e troca de experiências entre artistas baianos com nomes literários de reconhecimento nacional

Renomados autores de todo o Brasil vêm a Salvador, entre os meses de novembro de 2012 e março de 2013, para integrar o projeto Escritas em Trânsito. Realizada pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA), a iniciativa promove nove oficinas gratuitas de escrita literária, para estimular escritores baianos, bem como interessados em desenvolver ou qualificar seus trabalhos nesta linguagem. Cada uma das turmas tem 20 vagas, totalizando um público de 180 alunos atendidos. As inscrições podem ser feitas através do formulário disponível aqui, até dois dias antes do início das aulas de cada oficina ou até ocupação completa das vagas.

Com carga horária que varia entre quatro e 20 horas, as oficinas do Escritas em Trânsito abordam temáticas que exploram a poesia, o conto e a crônica, trazendo conteúdos que capacitam e trazem novas propostas para os processos criativos dos participantes. Nesta primeira edição do projeto, estão reunidos nove poetas, escritores e ficcionistas de diversas origens e de vários estilos e formatos, todos reconhecidos e relevantes no Brasil, premiados e legitimados por uma crítica qualificada, possibilitando aos baianos o contato com a experiência destas pessoas.

Nesta lista, estão Fabiano Calixto (na oficina “POESIA S.A.”, de 12 a 14/11/12), Luiz Bras (na oficina “Realidade Expandida”, de 20 a 22/11/12), Ricardo Aleixo (na oficina “Palavra Falante: o Jogo da Poesia”, de 26 a 28/11), Fabrício Corsaletti (na oficina “Narrativas Curtas: o Conto e a Crônica”, de 10 a 12/12/12), Carlito Azevedo (na oficina “O Que Fazemos Quando Fazemos Poesia?”, de 17 a 19/12/12), Angélica Freitas (na oficina “Palavra a Partir”, de 14 a 16/1/13), Marcelino Freire (na “Oficina de Microcontos”, de 22 a 25/1/13), Veronica Stigger (na oficina “Ver, Descrever, Escrever”, em 21 e 22/2/13) e Ricardo Chacal (na “Oficina da Palavra / Pintura e Lanternagem do Texto”, de 6 a 8/3/13).

O Escritas em Trânsito é resultado do diálogo entre a Coordenação de Literatura da FUNCEB e a sociedade civil em diversos encontros setoriais e eventos literários, nos quais foi enfatizada a necessidade de se ter acesso às discussões e diálogos que movimentam a cena literária nacional. O projeto responde às políticas de formação e fomento no âmbito da Literatura, bem como oferece aos profissionais das Letras, na Bahia, o aprofundamento e o diálogo com outros artistas da palavra.

= POESIA S.A., com Fabiano Calixto
Quando: 12 a 14 de novembro de 2012, 14h às 18h
Onde: Biblioteca Pública do Estado da Bahia (Barris)
A oficina visa à leitura e à criação poética. Tateando exemplos das várias possibilidades poéticas conhecidas (através de leitura e percepção crítica), o curso se pretende um intenso espaço de escrita criativa e de troca de ideias estético-poéticas. Fabiano Calixto é mestre em Teoria Literária e Literatura Comparada pela Universidade de São Paulo (USP). Tem poemas e artigos publicados em vários jornais e suplementos do Brasil e do exterior. Publicou os seguintes livros de poesia: Algum (edição do autor, 1998), Fábrica (Alpharrabio Edições, 2000), Um mundo só para cada par (Alpharrabio Edições, 2001), Música Possível (CosacNaify/7Letras, 2006) e Sangüínea (Editora 34, 2007) – este finalista do Prêmio Jabuti de 2008 na Categoria Melhor Livro de Poesia.

= Realidade Expandida, com Luiz Bras
Quando: 20 a 22 de novembro de 2012, 9h às 13h
Onde: Biblioteca Pública do Estado da Bahia (Barris)
A oficina busca o aprimoramento da atividade literária individual, por meio da produção de textos (prosa e poesia) a partir de certos exercícios dados em sala e a análise do trabalho de todos os participantes, à luz do que de melhor se produziu na literatura mundial. Luiz Bras é doutor em Letras pela Universidade de São Paulo (USP), já publicou diversos livros, entre eles o romance Sozinho no Deserto Extremo, a coletânea de contos Paraíso Líquido, a coletânea de crônicas Muitas Peles, os romances juvenis Sonho, Sombras e Super-heróis e Babel Hotel. Mantém uma página mensal no jornal Rascunho, de Curitiba (PR), intitulada Ruído Branco e também mantém o blog Cobra Norato: www.luizbras.wordpress.com.

= Palavra Falante: o Jogo da Poesia, com Ricardo Aleixo
Quando: 26 a 28 de novembro de 2012, 9h às 13h
Onde: Conselho Estadual de Cultura da Bahia (Campo Grande)
Por meio de exercícios individuais e coletivos, conversas informais, audições comentadas de vídeos e áudios e leituras em voz alta de poemas de diversas épocas e culturas, a oficina tem como objetivo propiciar aos participantes a possibilidade de vivenciar a palavra poética em suas mais diferentes dimensões. Ricardo Aleixo é poeta, artista visual, sound designer, cantor, compositor, performer, ensaísta e editor. Publicou, entre outros, os livros Trívio (2001) e Modelos Vivos (2010 – um dos 10 finalistas dos prêmios Portugal Telecom e Jabuti 2011). Como solista ou integrante da Cia SeráQuê e do Combo de Artes Afins Bananeira-ciência, já performou na Alemanha, Argentina, Portugal, França e EUA. Integra antologias, coletâneas e edições especiais de revistas e jornais dedicados à difusão da poesia brasileira nos EUA, Argentina, Portugal, França, País de Gales, Angola e México. Na web: www.jaguadarte.blogspot.com.

= Narrativas Curtas: o Conto e a Crônica, com Fabrício Corsaletti
Quando: 10 a 12 de dezembro de 2012, 14h às 18h
Onde: Memorial do Teatro Castro Alves (Campo Grande)
O objetivo da oficina é, primeiramente, apresentar técnicas narrativas – como descrição, diálogo etc. – por meio de trechos selecionados de autores reconhecidos e, num segundo momento, interpretar alguns contos e crônicas, que serão lidos na íntegra, chamando a atenção para o uso que cada autor faz das técnicas estudadas. Fabrício Corsaletti é formado em Letras pela Universidade de São Paulo (USP). Publicou os livros King Kong e Cervejas (contos, 2008), Golpe de Ar (novela, 2009), Esquimó (poesia, 2010, vencedor do prêmio Bravo!), entre outros. Já trabalhou como editor, revisor, professor, jornalista. Publica crônicas quinzenalmente na revista sãopaulo, do jornal Folha de S.Paulo.

= O Que Fazemos Quando Fazemos Poesia?, com Carlito Azevedo
Quando: 17 a 19 de dezembro de 2012, 9h às 13h
Onde: Biblioteca Pública do Estado da Bahia (Barris)
O curso questiona o que fazemos quando fazemos poesia estimulando os participantes a fazer e viver poemas. Serão abordados o poema em prosa, o eu-lírico, a transnacionalização da lírica, entre outros. Carlito Azevedo é o curador da página de poesia Risco, veiculada mensalmente pelo suplemento Prosa & Verso, de O Globo. Seus livros de poesia, como Monodrama, Sublunar e outros, receberam alguns dos principais prêmios literários do país, como o Jabuti e o da Biblioteca Nacional. Editou por dez anos a revista de poesia Inimigo Rumor (editoras Cosac Naify & 7Letras).

= Palavra a Partir, com Angélica Freitas
Quando: 14 a 16 de janeiro de 2013, horário a confirmar
Onde: a confirmar
Nesta oficina, a palavra é a protagonista. Serão feitas investigações poéticas a partir das palavras, sobre o que elas nos suscitam e sugerem, e também na tentativa de dar-lhes outros rumos. Com essa prática, o objetivo é estimular a criatividade e nos tornarmos mais atentos ao processo da escrita. Angélica Freitas é jornalista e poeta, seus poemas já foram publicados em diversas antologias no Brasil e no exterior. Em 2007 publicou seu primeiro livro de poesias: Rilke Shake. Seu mais recente trabalho é o livro Um útero é do tamanho de um punho, de 2012. Também é editora, junto com Marília Garcia e Ricardo Domeneck, da revista de poesias Modo de Usar & Co. Mantém o blog tome uma xícara de chá: www.loop.blogspot.com.br.

= Oficina de Microcontos, com Marcelino Freire
Quando: 22 a 25 de janeiro de 2013, horário a confirmar
Onde: a confirmar
O curso possibilita que o participante aprenda a escrever microcontos e minicontos, solte a imaginação e, sobretudo, valorize cada palavra de sua narrativa curta. Marcelino Freire é escritor. Autor, entre outros, do premiado livro Contos Negreiros, vencedor do Jabuti 2006. Em 2004, idealizou e organizou a antologia de microcontos Os Cem Menores Contos Brasileiros do Século (Ateliê Editorial). É o criador da Balada Literária. Mantém o blog Ossos do Ofídio: www.marcelinofreire.wordpress.com.

= Ver, Descrever, Escrever, com Veronica Stigger
Quando: 21 e 22 de fevereiro de 2013, horário a confirmar
Onde: a confirmar
A oficina de criação literária visa a explorar um dos elementos fundamentais da narrativa ficcional: a descrição. Num primeiro momento, serão examinados, a partir da leitura de trechos exemplares, os diferentes procedimentos por meio dos quais é possível descrever um objeto, uma pessoa, uma cena, ressaltando a importância da observação prévia e, principalmente, atenta. Num segundo momento, à luz das análises preliminares, serão propostos exercícios de escrita aos participantes e a subsequente leitura e discussão destes textos. Veronica Stigger é escritora, crítica de arte e professora universitária. Possui doutorado em Teoria e Crítica de Arte pela Universidade de São Paulo (USP) e pós-doutorado pela Università degli Studi di Roma “La Sapienza” e pelo Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (MAC-USP). É coordenadora do curso de Criação Literária da Academia Internacional de Cinema (AIC) e professora das Pós-Graduações em História da Arte e em Fotografia da Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP).

= Oficina da Palavra / Pintura e Lanternagem do Texto, com Ricardo Chacal
Quando: 6 a 8 de março de 2013, horário a confirmar
Onde: a confirmar
O curso tem a proposta de construir o poema a partir de sua base, buscando trabalhar a apresentação performática do texto e utilizando conexões intersemióticas. Ao fim das atividades, será criado um pequeno recital com o grupo e convidados. Ricardo Chacal é poeta, escritor, performer e produtor cultural. Em 41 anos de carreira, participou de oito antologias e teve 14 livros publicados, tendo sido premiado em 2008 pela APCA por Belvedere (Cosac naify e 7 Letras). Trabalhou como roteirista para TV Globo e para a TV Educativa. Tem parcerias musicais com nomes da MPB e do rock como Blitz, Lulu Santos, Barão Vermelho, 14 Bis, Fernanda Abreu, Arnaldo Brandão, Jards Macalé, Moraes Moreira, entre outros. Como produtor cultural e performer, idealiza, dirige ou se apresenta em diversos eventos no Brasil e em países como Estados Unidos, Argentina e Equador. Em teatro, trabalhou como autor nas peças Aquela Coisa Toda, do grupo Asdrúbal Trouxe o Trombone, Alguns Anos Luz Além, do Grupo Lua Me dá Colo, Recordações do Futuro, do Grupo Manhas & Manias, entre outros.

Projeto Escritas em Trânsito
Inscrições: pelo formulário disponível aqui, até dois dias antes do início das aulas de cada oficina ou até ocupação completa das vagas.
Quanto: Grátis
Mais informações: 71 3324-8507 / literatura.funceb@funceb.ba.gov.br
Realização: FUNCEB/ SecultBA
Apoio: TCA/ BPEB/ FPC/ MAM-BA/ DIMUS/ IPAC/ CEC-BA

Anúncios

Os comentários estão desativados.